Dicas e tratamentos para um belo pescoço

Dicas e tratamentos para um belo pescoço

Mais cedo ou mais tarde teremos que lidar com isso: um pescoço relaxado. A pele do pescoço perde volume e se torna mais “suspensa” com o passar dos anos. Isso pode ser evitado? E quais tratamentos são possíveis se você quiser lidar com um pescoço fraco?

Causas de um pescoço relaxado

Em quase todos os casos de envelhecimento da pele, uma produção reduzida de fibras de colágeno e elastina faz com que a pele relaxe. Quando você envelhece, a pele fica menos elástica e, portanto, mais fraca. Isto é claramente visível no pescoço, porque a pele lá afunda mais rapidamente e trava.

Leia também: Colágeno Hidrolisado comprar

Evite um pescoço caído

Prevenir o envelhecimento da pele, infelizmente, não é possível. Mais cedo ou mais tarde, todos serão confrontados com sinais de envelhecimento da pele, incluindo rugas e flacidez da pele. Mas você pode adiar o afrouxamento do pescoço. Por exemplo, passando por massagem dotecido conjuntivo ou fazendo ginástica facial .

Massagem do tecido conjuntivo

Ao estimular o tecido conjuntivo subcutâneo, a produção de colágeno é estimulada. Isso garante que a pele fique macia, flexível e jovem por mais tempo. Massagem do tecido conjuntivo também garante uma pele saudável, o que contribui para uma aparência jovem. Você pode ir ao salão de beleza para massagem do tecido conjuntivo. Para um resultado ideal, repita o tratamento a cada quatro a seis semanas.

Ginástica facial ou yoga

Ginástica facial pode manter a pele do pescoço flexível por mais tempo. Veja abaixo dois exemplos de exercícios para um belo pescoço.

Exercício 1:

  • Mantenha seus lábios apertados.
  • Agora dobre os cantos da boca para baixo, apertando os músculos da bochecha.
  • Mantenha por cinco segundos e repita dez vezes.

Exercício 2:

  • Olhe para longe e coloque o dedo indicador e o polegar sob o queixo.
  • Delicadamente, puxe a pele para baixo e mova a cabeça para cima.
  • Durante o exercício, mantenha a boca fechada com os dentes juntos.
  • Mantenha por cinco segundos e repita dez vezes.

Lubrifique o ácido da vitamina A

Outra dica para retardar um pescoço flácido o máximo de tempo possível: cuidar da sua pele com ácido da vitamina A (retinol). Esta substância rejuvenescedora neutraliza ativamente as rugas e linhas, mas o creme precisa ser espalhado até o pescoço. Portanto, invista em um creme de alta qualidade ao qual o retinol foi adicionado e leve o pescoço com você quando cuidar do seu rosto pela manhã e / ou à noite.

Tratamentos para um belo pescoço

Quando a pele do pescoço está flácida, existem várias opções para tornar o pescoço mais bonito e mais apertado. Os tratamentos mais comuns são:

  • Elevador de mandíbula
  • Tratamento com laser de CO2
  • Tratamento de enchimento

Elevador de mandíbula – correção para queixo inferior e pele flácida

A elevação do pescoço é um dos tratamentos mais invasivos para combater a flacidez do pescoço. Com esta operação de 1,5 horas, um corte é feito atrás da orelha, após o qual o tecido é liberado. Excesso de gordura e excesso de pele é removido. Finalmente, a pele é puxada com força.

A recuperação de um elevador de mandíbula dura em média uma semana, mas os médicos recomendam que você não realize nenhum trabalho pesado imediatamente após o tratamento por algumas semanas.

Perda de cabelo

Perda de cabelo

  • Perda de cabelo
  • Calvície
  • Alopecia
Ler em voz alta
  • Todo mundo perde cerca de 50-120 cabelos por dia, isso é normal.
  • Porque os cabelos novos continuam crescendo, você não verá nada sobre o seu cabelo.
  • Você tem uma cabeça de cabelo mais fina? Ou de repente um ou mais pontos calvos? Então isso pode ter muitas causas.
  • Algumas causas de perda de cabelo são:
    • doenças tais como doenças da tiróide;
    • peso muito baixo;
    • medicamentos e quimioterapia;
    • depois de um evento estressante, operação ou entrega;
    • deficiência de ferro em sua dieta;
    • puxando o cabelo.
  • Veja com seu médico o que é a sua perda de cabelo e se há algo que você pode fazer sobre isso.

Leia também: https://www.mulherk.com.br/keranize-funciona/

Eu tenho perda de cabelo, o que pode ser?

Ler em voz alta
  • Em suma
  • Descrição
  • Fenômenos
  • Causas
  • Conselho
  • Quando entrar em contato?
  • Mais informação

Em suma

  • Todo mundo perde cerca de 50-120 cabelos por dia, isso é normal.
  • Porque os cabelos novos continuam crescendo, você não verá nada sobre o seu cabelo.
  • Você tem uma cabeça de cabelo mais fina? Ou de repente um ou mais pontos calvos? Então isso pode ter muitas causas.
  • Algumas causas de perda de cabelo são:
    • doenças tais como doenças da tiróide;
    • peso muito baixo;
    • medicamentos e quimioterapia;
    • depois de um evento estressante, operação ou entrega;
    • deficiência de ferro em sua dieta;
    • puxando o cabelo.
  • Veja com seu médico o que é a sua perda de cabelo e se há algo que você pode fazer sobre isso.

O que é perda de cabelo?

Cada pessoa perde cerca de 50-120 cabelos por dia. Isso é normal Como os novos cabelos crescem, você não verá nada em seu couro cabeludo. Você não vai ficar com o cabelo mais fino ou careca.

Você tem uma cabeça de cabelo mais fina? Ou um ou mais pontos calvos? Ou você perde o cabelo de acordo com um determinado padrão? Então você pode ter uma forma específica de perda de cabelo (alopecia).

A perda de cabelo pode ter muitas causas diferentes.

Quais são os sintomas da perda de cabelo?

Você pode ter muita perda de cabelo sem ficar careca. Você perde muitos pêlos durante ou após a gravidez, sem se tornar realmente careca.

Na forma masculina de perda de cabelo, a calvície geralmente começa em torno das têmporas e da coroa.

Com alopecia areata você verá manchas calvas redondas ou ovais. Isso geralmente é no couro cabeludo, mas você também pode obter pontos carecas, por exemplo, sobrancelhas ou barba ou área pubiana.

Quais são as causas da perda de cabelo?

A perda de cabelo pode ter várias causas:

  • ‘Normal’
    Você perde 50 a 120 cabelos por dia. A perda de cabelo não leva a pontos calvos ou cabelos mais finos.
  • Envelhecimento
    Você perde o cabelo de acordo com um determinado padrão. Isso é chamado de alopecia androgenética. Esta forma de perda de cabelo é mais comum em homens do que em mulheres . Calvície freqüentemente ocorre em famílias.
  • Alopecia areata De
    repente você começa um ou mais pontos calvos . Esses pontos são geralmente redondos ou ovais. Geralmente os pontos calvos estão na cabeça, mas podem estar por todo o corpo.
  • Perda de cabelo difusa
    Você perde mais cabelo do que o normal e você tem uma cabeça fina de cabelo . Isso pode ser devido ao estresse, febre, baixo peso , deficiência de ferro, parto, doença (como doença da tireóide ), cirurgia ou medicação.
  • Quimioterapia
    Por meio disto você pode perder (uma parte grande de) seu cabelo em um tempo relativamente curto.
  • Penteados e cobertura para a cabeça
    Se houver muita força no cabelo, por exemplo, através de um coque apertado, trança, gancho de cabelo, extensões de cabelo, lenço na cabeça ou turbante.
  • Infecção fúngica do couro cabeludo
    Você recebe manchas escamosas vermelhas na cabeça. Os pontos calvos ocorrem porque os cabelos se quebram.
  • A sífilis venérea
    Poucas semanas depois de ter contraído a infecção, você pode ter manchas calvas em sua cabeça.
  • Puxar o cabelo (tricotilomania)
  • Doenças com cicatrizes no couro cabeludo

Sintomas

Sintomas

Normalmente perdemos cerca de 50 a 100 pêlos no couro cabeludo por dia. Se mais do que isso está caindo, você pode encontrar grandes quantidades de cabelo em escovas, roupas e nos drenos de pias e banheiras. Você também pode notar que seu cabelo é geralmente mais fino, que sua parte é mais larga, que sua linha fina mudou ou que uma ou mais manchas carecas apareceram.

Leia também: Hair Loss Blocker funciona

Quando a perda de cabelo é o resultado de eflúvio telógeno ou efeitos colaterais de medicação, a perda de cabelo geralmente é toda sobre a cabeça, enquanto em infecções de tinha e alopecia areata, a perda de cabelo ocorre em pequenas manchas. Além disso, as infecções por tinea podem causar sintomas adicionais, como descamação do couro cabeludo ou áreas de cabelos quebrados que se parecem com pontos pretos. Na alopecia traumática, a área de perda de cabelo depende do método de lesão do cabelo e segue o padrão infligido por rolos quentes, trançados ou tratamentos químicos. Na calvície de padrão masculino, a linha do cabelo geralmente começa a recuar nas têmporas primeiro, seguida de desbaste no topo da cabeça. Gradualmente, a área da coroa fica totalmente careca, deixando uma franja de cabelo ao redor das costas e dos lados da cabeça.

Diagnóstico

O seu médico irá diagnosticar a causa da sua queda de cabelo com base no seu historial médico, nos medicamentos que toma, no seu estado nutricional, nos seus hábitos de cabeleireiro e num exame físico. Se o seu médico suspeitar de uma infecção fúngica no couro cabeludo, ele ou ela pode levar uma amostra de cabelo para testes de laboratório. Exames de sangue provavelmente serão necessários se o seu médico suspeitar de uma doença médica (como lúpus) ou um problema de tireóide, deficiência de ferro ou desequilíbrio hormonal sexual.

Por que os homens perdem o cabelo?

Por que os homens perdem o cabelo?

A perda de cabelo é devida à diidrotestosterona (DHT), o hormônio que a testosterona se transforma quando é exposta a uma enzima chamada 5 alfa redutase. DHT faz os folículos pilosos desocupar o couro cabeludo de um homem, destruindo lentamente os aglomerados de folículos pilosos. A DHT faz com que os folículos pilosos se miniaturizem durante muitos anos. O processo pode começar devagar, mas a progressão é implacável.

Leia também: Hair Loss Blocker 

No início, apenas o afinamento do cabelo é notado, não calvície clara. Alguns homens abraçam o processo, raspando a cabeça em resposta, mas muitos lamentam a aparência do envelhecimento enquanto ainda se sentem jovens e vitais. Felizmente, temos uma compreensão de como o DHT prejudica o crescimento do cabelo e existem terapias para interromper ou retardar o processo.

Compreendendo o cabelo e porque a calvície masculina é tão diferente

Nascemos com todas as células ciliadas que teremos e existem cerca de 5 milhões delas no corpo humano. A cabeça média terá cerca de 100.000 cabelos, embora varie de acordo com a cor do cabelo. As loiras têm em média 150 mil pessoas, as de cabelos castanhos têm 110 mil e as ruivas têm cerca de 90 mil cabelos no couro cabeludo. Nunca haverá mais.

A coisa boa é que o cabelo pode se regenerar e cada vez que um cabelo cai da sua cabeça ou é encontrado em uma escova, outro cabelo está pronto para tomar o seu lugar.

No entanto, uma vez que o folículo capilar se torna muito encolhido (miniaturizado) pelos efeitos da DHT, torna-se extremamente improvável que o folículo produtor de cabelo retorne à função normal. Os pontos totalmente calvos da calvície masculina geralmente permanecerão assim. Isso é diferente de outros tipos de calvície e estamos começando a entender o porquê.

Primeiro, como o cabelo normal cresce?

O crescimento do cabelo ocorre em três fases diferentes e aumenta em comprimento em cerca de ½ polegada / mês ou 6 polegadas / ano. Existem 100.000 pêlos no couro cabeludo e eles nunca estão todos na mesma fase ao mesmo tempo – caso contrário, nós verteríamos todos os nossos cabelos de uma só vez e passaria por ciclos de cabelos cheios e completa calvície.

As 3 fases do crescimento do cabelo

Anagen –  Isto é quando um determinado cabelo cresce. A raiz se divide rapidamente, tão rapidamente quanto qualquer célula do corpo, e um cabelo fica nessa fase de crescimento por 2 a 6 anos, dependendo do indivíduo. Se a fase de crescimento de uma pessoa dura 6 anos, eles podem ser capazes de crescer cabelos longos; outra pessoa com cabelo que permanece na fase de crescimento por apenas 2 anos terá um comprimento máximo mais curto. A maioria dos pêlos (aproximadamente 85%) está nessa fase a qualquer momento.

Catagen –  Esta fase é muito curta (14 a 21 dias) e é aqui que o cabelo pára de crescer. A bainha exterior do cabelo fixa-se à raiz do cabelo e começa a enfraquecer na sua base. Cerca de 5% dos cabelos estão nessa fase intermediária.

Telógeno –  Esta fase dura cerca de 3 meses e as células ciliadas estão completamente em repouso. Aproximadamente 10% dos cabelos estão nessa fase. Cabelos chamados “pêlos do clube” estão agora prontos para serem eliminados a uma taxa de cerca de 25–100 / dia. Isto é normal.

O que é crescimento anormal ou queda de cabelo?

Primeiro, os cabelos secundários começam a se soltar e a se soltar. Como você pode ver nos desenhos, todos os pêlos menores, ou pêlos secundários, são perdidos antes que o cabelo primário ceda (Fases 1-3). Quando o músculo eretor do pêlo se encolhe e perde a aderência ao cabelo primário central, o couro cabeludo fica careca nessa área. Com muitos outros tipos de calvície, o músculo eretor do pêlo permanece forte, de modo que novos pelos podem surgir mesmo em áreas totalmente carecas.

Rumo a uma biopolítica da beleza: eugenia, hierarquias estéticas e cirurgia plástica no Brasil

Rumo a uma biopolítica da beleza: eugenia, hierarquias estéticas e cirurgia plástica no Brasil

Este artigo fornece uma perspectiva histórica e etnográfica para explicar a saliência da beleza na reprodução das desigualdades raciais no Brasil. Eu argumento que o movimento eugênico neo-lamarckiano do Brasil foi o primeiro a criar a beleza como um índice de melhoria racial dentro da nação, e esse legado eugênico sustenta muitos dos discursos contemporâneos de embelezamento. A cirurgia plástica, em particular, herdou o objetivo biopolítico de produzir um corpo homogêneo político através do embelezamento, um objetivo que foi facilmente adaptado ao contexto contemporâneo de auto-aperfeiçoamento neoliberal. Hoje, a beleza é uma tecnologia de biopoder, que classifica a população dentro de uma hierarquia estética que produz características faciais não brancas como indesejáveis, e interpela os pacientes como responsáveis ​​pelas próprias correções cirúrgicas, embora com apoio do Estado no caso dos pobres. Assim, este artigo contribui para a literatura que entende ciência e medicina como chave dentro da história da racialização na América Latina, explicitando como a biopolítica modelou raça e beleza como elementos inseparáveis ​​e entrelaçados de inclusão e exclusão social.

Leia também: Bellacare

Palavras-chave: Beleza, eugenia, raça, Brasil, cirurgia plástica, biopolítica
Este artigo aborda as persistentes imbricações entre raça e beleza no imaginário brasileiro, imbricações que sugerem um legado duradouro de discursos eugênicos dentro dos entendimentos contemporâneos de cirurgia plástica e embelezamento de forma mais geral. Apesar de seu valor aparentemente ultrapassado e anacrônico como categoria científica, a eugenia é um conceito ainda valorizado pelos cirurgiões plásticos no Brasil contemporâneo. Para ilustrar isso, deixe-me levá-lo para o Congresso Mundial de Medicina Estética de 2007, no Rio de Janeiro, e uma conversa que tive com o palestrante da conferência, Dr. Almir Nácul. Dr. Nácul é um cirurgião plástico que inventou uma nova técnica de embelezamento chamada bioplastia, que consiste em injeções de um composto líquido chamado polimetilmetacrilato diretamente no tecido muscular da face ou do corpo. Durante sua palestra, Dr. Nácul afirmou que sua técnica pode remodelar permanentemente o rosto de uma pessoa para criar as linhas mais angulares típicas das ‘mais belas mulheres ocidentais’. Como prova de seu sucesso, ele citou o grande número de candidatos e vencedores da Miss Brasil. tinha cirurgicamente alterado através de sua técnica. Quando perguntei ao Dr. Nácul mais tarde naquele dia por que ele achava que técnicas de embelezamento como a bioplastia haviam se tornado tão populares no Brasil, ele respondeu:

A mestiçagem melhorou a condição eugênica da população, e as técnicas de embelezamento ajudam a eugenia porque ajudam as pessoas a permanecerem jovens e a melhorarem a si mesmas.

Para este cirurgião plástico, a questão da melhoria pessoal não pode ser separada das questões de mistura racial, eugenia e população. O aspecto mais revelador do comentário deste cirurgião é sua afirmação de que a miscigenação iniciou o processo de melhoria eugênica, e a ciência do embelezamento complementa esse trabalho. Embelezar é melhorar não só o eu, mas também a população como um todo, colaborando com o trabalho de miscigenação para melhorar a nação brasileira. É assim que os cirurgiões plásticos vêem sua profissão: como uma ajuda no processo de construção da nação que a miscigenação e a eugenia iniciaram.

), é entendido como o motor que reuniu as diferentes populações do Brasil através do sexo. Esse mito de origem, que os brasileiros dão como certo sobre si mesmos, vê a população nacional como uma mistura de populações européias, ameríndias e africanas, retendo elementos de cada grupo originário, mas em última instância produzindo uma nova identidade racial miscigenada. Quando se olha para as rainhas de beleza de Dr. Nácul, no entanto, vê-se uma forte preferência pela branquidade como norma de beleza nacional – as imagens que acompanharam a sua palestra revelaram um padrão inabalável de pele clara, olhos claros, longas rectas

Fonte: https://www.mulherk.com.br/bellacare-funciona-anvisa-preco-e-onde-comprar-colageno-bellacare/

Tratamento para Rugas Caseiro: Rosto, Testa e Olhos!

Tratamento para Rugas Caseiro: Rosto, Testa e Olhos!

Todo mundo sonha com uma pele bonita, jovem e saudável. Mas na realidade nem sempre é possível mantê-la impecável. Para piorar, à medida que envelhecemos a pele perde a sua elasticidade e viço, e o aparecimento das rugas é comum. No entanto, nem tudo está perdido! Na verdade, não se pode conter o avanço da idade, mas é possível deter o envelhecimento da pele com os cuidados necessários e o tratamento para rugas correto.

Existem vários de tipos de tratamento para rugas que não só diminuem as marcas da idade, como também realçam a beleza e diminuem os sinais de expressão. O importante é entender quais são esses tratamentos, para que servem e qual a eficácia e o procedimento envolvido em cada um deles.

Neste artigo, vamos ajudar você a entender tudo isso e escolher o tratamento para rugas que mais lhe agrada e que seja adequado às suas expectativas. Confira abaixo!

O que você verá neste artigo! [mostrar]

O que são Rugas
tratamento para rugas: mulher esticando a pele na região dos olhos.
Tratamento para rugas: as rugas aparecem com o envelhecimento natural da pele.

As rugas são vincos, linhas e depressões que aparecem na pele em decorrência do envelhecimento natural cutâneo, perda de elasticidade e tonicidade dos músculos. Esse processo é fisiológico, irreversível e evolutivo. Além de ser parte desse processo de envelhecimento biológico, as rugas também podem estar associadas à falta de cuidados com a pele e maus hábitos. Neste caso, o processo de envelhecimento acaba sendo acelerado e o seu aparecimento precoce.
Por se tratar de um processo irreversível, ou seja, que não se pode deter, no início, as rugas podem ser superficiais e depois se tornarem definitivas e profundas. No entanto, é possível cuidar da pele ao longo da vida para retardar ao máximo esse processo, e até reverter a formação dessas rugas logo no início do seu aparecimento. Para tanto, existem tipos de tratamento para rugas e procedimentos específicos.

Principais causas de rugas
As rugas costumam aparecer, na maioria dos casos, devido ao processo natural de envelhecimento da pele. Sendo assim, de uma forma ou de outra, em algum momento da vida, todos nós vamos ter rugas.

Nesse sentido, elas são parte do nosso processo biológico evolutivo de envelhecimento fisiológico, que para alguns começa mais cedo que para outros. Dependendo muito da genética de cada um.

No entanto, apesar de serem resultado dos processos naturais do organismo, alguns fatores externos podem influenciar bastante e potencializar o aparecimento das rugas. Como por exemplo, a falta de cuidados com a pele e os maus hábitos. Ou seja, uma exposição exagerada ao sol sem proteção ao longo da vida, alterações hormonais, carência alimentar, poluição, estresse, tabagismo e consumo de bebidas alcoólicas em excesso.

Onde aparecem as rugas
Normalmente, as rugas irão surgir por todo o corpo, já que somos revestidos de pele. No entanto, as rugas ficam mais evidentes na face, ao redor dos olhos, dos lábios e na testa. Porém, ao longo dos anos elas vão surgindo também na região do pescoço, nas mãos, nos pés e nos braços.

Tipos de rugas
Basicamente existem dois tipos de rugas, como por exemplo, as rugas de expressão, que se formam ao redor dos olhos (pés de galinha), testa e lábios, decorrentes da movimentação dos músculos faciais e da força da musculatura. E as rugas estáticas provocadas apenas pelo envelhecimento cutâneo, também chamadas de profundas ou permanentes. No entanto, qualquer ruga de expressão pode se tornar profunda e permanente.

RUGAS DE EXPRESSÃO
tratamento para rugas: mulher franzindo a testa
Tratamento para rugas: as rugas de expressão aparecem devido aos movimentos repetitivos dos músculos da face.

As rugas de expressão são marcas provocadas pelos movimentos dos músculos faciais, mesmo que involuntários. Em outras palavras, são as marcas deixadas pelas nossas expressões em reação a determinadas situações.
Esses movimentos quando realizados repetidamente ao longo dos anos fazem surgir essas rugas de expressão por causa da hipertrofia e aumento de tonicidade dos músculos da região. Normalmente, as rugas de expressão aparecem ao redor dos olhos, da testa e dos lábios e são chamadas de rugas superficiais, periorbitais, glabelares e nasogenianas.

Felizmente, existem muitos tipos de tratamento para rugas de expressão. Além disso, se tratadas logo no início, ainda superficiais, são procedimentos simples e menos invasivos.

1. Rugas superficiais
As rugas superficiais são o tipo de ruga que penetra apenas a epiderme, camada superficial da pele, e desaparecem quando a pele é esticada. Portanto, elas não costumam ser aparentes e ficam visíveis apenas quando aparentamos cansaço ou fazemos movimentos específicos como sorrir ou apertar os olhos. Este tipo de ruga é bem mais fácil de amenizar ou até eliminar. Para tanto, não são precisos procedimentos invasivos.

2. Rugas periorbital (pés de galinha)
As rugas periorbitais, popularmente chamadas de “pés de galinha”, são tipos de rugas localizadas ao redor dos olhos. Normalmente, as rugas periorbitais se formam a partir de movimentações do músculo orbicular, repuxando a pele sobre ele. Apesar de inevitáveis, elas começam superficiais e vão sendo acentuadas devido aos movimentos repetitivos, quando forçamos a vista, ou pelo consumo de cigarro.

3. Rugas nasogenianas (bigode chinês)
As rugas nasogenianas, popularmente chamadas de “bigode chinês“, são rugas de expressão que aparecem entre o nariz e a boca, devido a contração muscular, ação da gravidade e do envelhecimento. O bigode chinês destaca-se durante um sorriso, mas pode aparecer até mesmo com a boca fechada.

No início, a ruga nasogeniana é uma marca de expressão superficial, mas que vai ficando mais evidente com a idade. No entanto, apesar de não existir uma idade específica para o aparecimento dela, o bigode chinês costuma assombrar principalmente as mulheres a partir dos 30 anos de idade.

4. Rugas glabelares
A glabela é uma região localizada entre as duas sobrancelhas onde é comum a formação das rugas glabelares, devido aos movimentos de contração muscular em geral em reação a preocupações, irritação, raiva ou frustração.

RUGAS PROFUNDAS E PERMANENTES
tratamento para rugas: mulher levantando as sobrancelhas
Tratamento para rugas: as rugas permanentes ou profundas surgem devido ao envelhecimento natural da pele e de maus hábitos.

As rugas profundas e permanentes são rugas estáticas que ficam evidentes até mesmo quando os músculos do rosto estão em repouso. Ou seja, sem sequer qualquer contração muscular para que apareçam. Normalmente, iniciam-se como rugas superficiais, e sem os cuidados necessários, evoluem e se acentuam.
Portanto, as rugas profundas são definitivas e marcam a pele devido ao processo de envelhecimento natural do organismo, assim como a ação de agentes externos, como exposição solar, estresse, poluição, tabagismo, etc.

1. Rugas elastóticas
As rugas elastóticas aparecem devido a falta de proteção contra os raios solares UVA e UVB, que contribuem diretamente para o fotoenvelhecimento da pele. Normalmente, as rugas elastóticas são linhas permanentes que se acentuam nas áreas mais expostas ao sol como a região dos olhos e testa.

Os fibroblastos são as células responsáveis pela produção de colágeno e elastina, que dão a sustentação e elasticidade necessária à pele. Entretanto, o sol destrói a capacidade reprodutiva dessas células, ocasionando o envelhecimento da pele e o aparecimento das rugas elastóticas.

É importante lembrar que, quanto mais clara for a pele, mais os fibroblastos serão afetados. Embora essas rugas sejam permanentes e profundas, a melhor solução é a prevenção por meio do filtro solar. No entanto, existem outras opções de tratamentos para amenizar essas rugas.

2. Rugas gravitacionais
As rugas gravitacionais são o tipo de ruga que se forma devido à ação da gravidade que atua sobre a pele, puxando-a para baixo o tempo todo. Geralmente, as rugas gravitacionais surgem por volta dos 50 anos, ficando mais evidentes no pescoço, na ptose da ponta do nariz, nas orelhas, nos lados do queixo, deixando a pele marcada e flácida.

3. Rugas atróficas
As rugas atróficas aparecem principalmente em razão do envelhecimento natural da pele devido à atrofia do colágeno. Essas rugas são as principais responsáveis pela aparência cansada, e são mais facilmente percebidas.

Como prevenir o aparecimento das rugas
tratamento para rugas: mulher com os dedos nas têmporas
Tratamento para rugas: a alimentação saudável e bons hábitos de saúde são a melhor prevenção

Como já dissemos, o aparecimento das rugas é inevitável, mas é possível retardar esse processo e até amenizar algumas delas desde o início. Para tanto, são utilizados alguns tipos de tratamentos estéticos. Além disso, deve-se tomar alguns cuidados e adotar algumas medidas e hábitos saudáveis durante toda a vida. Por exemplo:
Retirar a maquiagem antes de dormir;
Usar protetor solar de no mínimo 30 FPS, diariamente;
Utilizar proteção solar como chapéu, viseira. Óculos escuros quando exposta ao sol diretamente;
Não tomar sol em horário de pico (12:00 às 15:00), principalmente sem proteção;
Uso diário de um creme antirrugas que contenha os ingredientes certos;
Manter o hábito de limpar, tonificar, hidratar e esfoliar a pele;
Adotar uma alimentação saudável;
Praticar exercícios físicos;
Não fumar e evitar o álcool em excesso.
Todos os cuidados durante a prevenção e o tratamento das rugas devem começar aos 25 anos de idade. No entanto, hábitos saudáveis podem ser adotados a qualquer momento e mantidos a vida inteira, podendo começar a partir de qualquer idade.

Uma alimentação saudável é ainda uma das medidas preventivas mais imbatíveis. Aposte em alimentos que retardam o envelhecimento celular. Como por exemplo, alimentos ricos em carotenoides, como laranja, mamão, cenoura, damasco e vegetais escuros.

Assim como os ricos em flavonoides, como chá verde, frutas vermelhas, beterraba e berinjela. O zinco, presente nos frutos do mar, o licopeno do tomate e as vitaminas C e E também retardam o envelhecimento celular. Já os alimentos ricos em isoflavonas (soja), selênio (castanhas) e silício (aveia) atuam no combate à flacidez cutânea.

Principais tipos de tratamento para rugas
mulher fazendo tratamento para rugas
Tratamentos para rugas: existem vários tratamentos estéticos para rugas eficazes e menos invasivos que a cirurgia estética.

Existem muitos tipos de tratamento para rugas, sendo que todos eles são divididos em tratamentos clínicos e cirúrgicos. Os tratamentos clínicos são tipos de tratamento para rugas, normalmente feitos em casa ou em clínicas estéticas ou dermatológicas.
São tratamentos mais simples e menos invasivos que podem incluir desde aplicações de cremes anti rugas com propriedades que hidratam e firmam a pele para uma maior sustentação, ou até fisioterapia estética, com técnicas manuais ou com o uso de equipamentos como laser. Por exemplo, sessões de luz pulsada para uniformizar o tom da pele, laser de de CO2, ou radiofrequência para melhorar a produção de novas células de colágeno e elastina, que dão sustentação à pele.

Além disso, existem também opções de peelings químicos, implantes de colágeno e o preenchimento de ácido hialurônico em forma de creme ou injeção. Existem também técnicas de terapia manual para mobilizar os tecidos para o seu fortalecimento, estiramento e mobilização dos músculos faciais

Já os tratamentos cirúrgicos, apesar de simples, requerem procedimentos cirúrgicos que, normalmente são feitos em clínicas especializadas, sempre por médicos dermatologistas. Estas, em último caso, incluem cirurgia plástica de lifting facial. Normalmente, indicadas às pessoas que possuem muitas rugas profundas e gostariam de um resultado imediato.

Todos estes tratamentos são indicados para eliminar todo tipo de marcas na pele, tanto superficiais quanto profundas, e costumam alcançar ótimos resultados.

Tratamento para rugas caseiro
Além dos tratamentos estéticos, existem algumas medidas e cuidados em casa que podemos fazer para complementar o tratamento.

Manter uma boa hidratação da pele, principalmente do rosto;
Beber cerca de 2 litros de água por dia;
Usar sabonetes líquidos que não ressecam a pele;
Lavar o rosto com água mineral, água micelar ou água termal, que não contém cloro, pois resseca a pele;
Consumir colágeno diariamente;
Usar sempre um creme anti-idade no rosto com fator de proteção solar;
Fazer a ginástica facial alongando os músculos que fazem o efeito contrário das rugas;
Usar chapéu e óculos de sol sempre que exposto ao sol ou à claridade para evitar a contração dos músculos ao redor dos olhos e da testa.
Tratamento para rugas: Cremes anti rugas
mulher passando creme para tratamento para rugas no rosto
O Tratamento para rugas com cremes hidrata a pele, atenua as rugas e previne o aparecimento de novas.

O tratamento com cremes anti rugas pode começar a ser feito a partir dos 25 anos de idade como medida preventiva. Através de ingredientes específicos e para cada tipo de pele, eles auxiliam na hidratação, no rejuvenescimento celular, na tonicidade e na elasticidade da pele.
Sendo assim, existem três tipos de cremes para o tratamento para rugas: os cosméticos, os cosmecêuticos e os medicamentosos. Enquanto os cosméticos apenas hidratam a pele, sem alterar a sua estrutura, os cosmecêuticos costumam penetrar mais na pele, sem provocar possíveis efeitos colaterais como alguns cremes medicamentosos.

Normalmente, cremes anti rugas cosméticos ou cosmecêuticos são mais utilizados por quem tem a pele sensível ou rugas superficiais. Os seus principais compostos são o retinol ou alfa-hidroxiacidos (glicólico e lático) e as vitaminas C e E. Entre os medicamentosos, o mais famoso e indicado é o ácido retinóico.

Ação dos cremes anti rugas
Em todos os três, a ação é muito parecida. Por exemplo, os componentes ácidos presentes em cada um deles removem a camada morta da pele, penetrando mais facilmente e estimulando a produção de novas células. Com isso, a produção de novas células aumenta a concentração de colágeno e elastina, que proporciona uma maior firmeza e elasticidade. Assim, atenua as rugas existentes e previne o aparecimento de novas.

Já as vitaminas C e E agem como antioxidantes na pele, assim como o chá verde e a idebenona, substâncias comuns na composição desses cremes. Além disso, todas atuam contra os efeitos nocivos de radicais livres, causados por exposição solar, tabaco e poluição.

Geralmente, há outros compostos nesses cremes que clareiam a pele e dão luminosidade diminuindo a produção de melanina. Por exemplo, produtos com tecnologia lipossomal ou de nanopartículas liberam esses compostos de ação prolongada e penetram mais profundamente, evitando irritações e outros efeitos indesejáveis.

Aplicação dos cremes anti rugas
Em geral, a aplicação pode variar de acordo com o creme utilizado. No caso do ácido retinóico, recomenda-se usar à noite, pois é mais forte e não pode ser exposto ao sol. No caso de peles normais a mista, deve ser usado diariamente. Já pessoas com peles sensíveis devem usar em noites alternadas.

RELATED POSTS
Irisina: hormônio do emagrecimento e da possível cura para o…

Corrimento branco leitoso: o que pode ser? Gravidez?

Graviola Cura Cancer? Como Preparar?

Já outros compostos mais fracos, como vitamina C e ácido glicólico, podem ser aplicados pela manhã, todos os dias. O creme deve ser sempre aplicado em movimentos para cima que “levantem” a pele, sempre acompanhando a sua musculatura natural, para dar um efeito de lifting.

Tratamento para rugas: Acupuntura
A acupuntura é uma técnica milenar utilizada há anos no combate às rugas. A acupuntura se baseia no princípio da medicina oriental de que o envelhecimento está ligado ao desequilíbrio no organismo.

Segundo dermatologistas, a acupuntura facial harmoniza a energia do corpo e provoca reações fisiológicas diretamente na pele. Como por exemplo, o aumento da circulação sanguínea local, que estimula uma maior oxigenação da pele e estimula a produção de colágeno e elastina.

Normalmente, a acupuntura é utilizada como prevenção ou para suavizar as linhas de expressão da testa, aplicando as agulhas diretamente no local, entre as sobrancelhas. O tratamento pode ser feito uma vez na semana, por uma hora. O número de sessões vai depender da avaliação médica e variar de acordo com idade, sexo e estilo de vida do paciente.

Tratamento para rugas: Ginástica facial
A ginástica facial vai além de fazer caretas em frente ao espelho. Segundo especialistas, os exercícios não fazem milagres na pele, no entanto são eficazes em atenuar rugas mais profundas e prevenir o aparecimento de novas.

A ginástica facial tonifica a musculatura da face abaixo das camadas de pele da região através da vascularização das fibras musculares. Com mais oxigênio no sangue, o músculo fica tonificado e mais encorpado dando um aspecto mais jovial à pessoa.

Como fazer a ginástica facial
Os exercícios não devem ser focados apenas em uma região do rosto, para não prejudicar as outras áreas. Além disso, devem ser feitos todos os dias – um para a região da testa, um para os olhos e outro para a boca, respectivamente:

Esprema bem os olhos e segure contando até 10. Volte devagar, contando até seis e repita o exercício cinco vezes.
Dê um largo sorriso, forçando bem a contração para os lados, e segure contando até 10. Volte devagar, contando até seis, repetindo o exercício cinco vezes.
Faça uma boca de peixe aberta, contando até 12. Em seguida, volte devagar, contando até seis. Repita o exercício cinco vezes.
Tratamento para rugas: Drenagem linfática facial
A drenagem linfática facial tanto para o tratamento de rugas superficiais como para rugas profundas visa amenizar as marcas provocadas pela exposição ao sol e pelo cansaço, bem como prevenir aparecimentos futuros. Normalmente, o método consiste em massagens suaves na região a partir de movimentos circulares das mãos e do polegar do fisioterapeuta.

No entanto, a drenagem linfática facial também pode ser feita por meio de aparelhos com sistema inteligente de computador que infla e desinfla para melhorar a condição das linfas. O procedimento diminui a retenção de líquido e ativa o metabolismo.

A drenagem linfática retira o acúmulo de toxinas da face proveniente da metabolização celular, diminuindo a fibrose tissular. Além disso, também atua na circulação sanguínea e tonifica a pele. O número de sessões varia de seis a dez, com aplicações de uma a três vezes por semana, com duração de 30 a 40 minutos.

Tratamento para rugas: Toxina botulínica
mulher aplicando botox como tratamento para rugas
Tratamento para rugas: a toxina botulínica é um dos tratamentos para rigas mais populares.

A aplicação da toxina botulínica é feita com o objetivo de atenuar as rugas de expressão por causa do efeito relaxante que paralisa a musculatura onde as pequenas injeções foram aplicadas. A toxina impede a liberação de acetilcolina, neurotransmissor responsável pela transmissão dos impulsos do neurônio para o músculo que fica paralisado e impedido de realizar novas contrações. Consequentemente, ocasionando rugas profundas.
Assim, o tratamento para rugas também pode ser utilizado como prevenção, ou seja, para evitar que as rugas apareçam, já sendo indicado entre os 25 e 30 anos. Não há contraindicação, desde que o procedimento seja feito por profissionais capacitados e experientes para evitar efeitos colaterais. No entanto, o seu efeito é temporário, e exige reaplicações conforme a necessidade – em média, a cada seis meses.

O procedimento é feito por meio de anestesia tópica, seguida da pomada e da posterior aplicação de injeções da toxina botulínica. A duração é de aproximadamente 30 minutos, e os resultados começam a aparecer entre dois e sete dias, permanecendo em torno de quatro a seis meses. Recomenda-se evitar a exposição ao sol, não se deitar por quatro horas, não realizar atividades físicas no dia da aplicação e, por último, não massagear a área tratada.

Tratamento para rugas: Patches (adesivos) anti rugas
Os patches anti rugas, são adesivos de ação temporária, que causam um efeito de lifting na pele. Normalmente, são indicados para uso em dias específicos, para o tal “efeito cinderela”.

Os patches possuem microbaterias que estimulam as fibras elásticas da pele devido a uma corrente elétrica de baixa intensidade. Geralmente, são aplicados na região onde as rugas costumam aparecer. E devem ser retirados de 10 a 30 minutos antes de colocar a maquiagem, variando o efeito de duração para cada pessoa.

Os patches também podem ser usados em conjunto com o creme anti-idade, pois a corrente elétrica auxilia na penetração do creme ou gel que tenham dificuldade de passar pela camada protetora da pele.

Tratamento para rugas: Laser CO2 fracionado
O tratamento para rugas com laser CO2 fracionado estimula a produção de colágeno, com o objetivo de rejuvenescer os tecidos faciais dando um aspecto jovial à pele. O procedimento é baseado na fototermólise seletiva, emitindo um feixe de luz através de micro-perfurações que vaporizam as moléculas de água presentes nas células da pele atraídas pelo calor.

Saiba mais: Proteína asiática comprar

Com isso, cria-se um espaço de regeneração da pele que se retrai rapidamente, provocando uma reorganização do tecido e estimulando a formação de um novo colágeno, assim como mais elastina, que amenizam as rugas.

O tratamento para rugas com uso do laser CO2 fracionado é realizado com anestesia local, no próprio consultório médico dermatologista ou clínica estética. As sessões duram em média de 20 a 45 minutos, variando de três a cinco sessões com intervalos de 30 dias.

Devido a sua afinidade com a água, o tratamento é indicado para suavizar rugas finas dos lábios, rugas da testa e os famosos “pés de galinha”. Sendo que, para o tratamento das rugas na testa, são necessárias, ao menos, três sessões (quando as rugas são tênues).

Os resultados são visíveis a partir da primeira sessão, quando se percebe a diminuição dos poros e das rugas finas. Em casos de rugas profundas, os resultados aparecem, normalmente, após seis meses.

Para ser submetida ao laser, a pele não pode estar bronzeada, para não marcar ou manchar. Da mesma forma, após o tratamento, a pele não deve ser exposta ao sol, por pelo menos 15 dias após as aplicações. Recomenda-se também fazer compressas de gelo ou de camomila para aliviar as ardências nas primeiras horas, e manter a pele hidratada com óleos ou cremes.

Tratamento para rugas: Dual Deep
Outro tratamento para rugas bastante eficaz para quem deseja uma pele mais jovem é o Dual Deep, considerado um dos mais avançados tratamentos à laser de CO2 fracionado. Recomendam-se no mínimo 2 sessões com um intervalo de alguns dias entre elas.

Tratamento para rugas: Radiofrequência
mulher fazendo radiofrequência para tratamento para rugas
O tratamento para rugas por radiofrequência estimula a produção de colágeno

A radiofrequência no tratamento para rugas é um procedimento pouco invasivo, que pode atuar tanto na camada superficial da pele, quanto nas mais profundas visando suavizar rugas e marcas de expressão.
A radiofrequência age por meio da liberação de ondas de calor na camada de colágeno, contraindo suas fibras e aumentando o metabolismo dos fibroblastos que se regeneram amenizando as rugas já existentes e estimulando o crescimento de novos tecidos com mais elastina que dão mais firmeza à pele. Além disso, aumenta a circulação sanguínea, que dá um aspecto de pele mais elástica e jovem.

O tratamento para rugas com radiofrequência varia de 10 a 15 sessões, com aplicações semanais de 20 a 40 minutos, podendo variar de acordo com o grau de profundidade das rugas.

Tratamento para rugas: Peeling químico
O tratamento para rugas através de peeling químico é feito com a aplicação de uma solução ácida na pele para estimular a renovação celular. O processo consiste em esfoliar a pele retirando as células mortas regenerando uma nova camada da derme mais elástica, mais viçosa e lisa.

O tratamento estimula a produção de colágeno, podendo ser superficial, médio ou profundo, à depender da profundidade das rugas. No entanto, para que o objetivo tenha eficácia, são necessárias várias sessões, sendo que os resultados são mais visíveis a partir da sexta sessão, dependendo da profundidade das rugas.

O procedimento é realizado no próprio consultório médico, sem necessidade de internação. E, geralmente, a recuperação leva de cinco a sete dias para um peeling químico de média profundidade. Não há presença de dor, mas a pele apresentará uma sensibilidade no local e uma aparência de queimadura solar severa. Recomenda-se evitar a exposição solar por um período indicado pelo médico, e utilizar sempre filtro solar adotando todas as medidas de proteção.

Tratamento para rugas: Peeling de Diamante
O peeling de diamante no tratamento de rugas remove a camada superior da pele por meio de uma caneta a vácuo com ponteira de diamante, de diferentes espessuras. Durante o procedimento, a caneta desliza pela pele promovendo a sua dermoabrasão superficial, esfoliando e refazendo a superfície facial, renovando as células.

Com isso, o procedimento melhora a circulação sanguínea da pele, aumenta a taxa metabólica nos tecidos e estimula a formação de colágeno. Normalmente, recomenda-se fazer de cinco a dez sessões, com intervalos de 15 dias entre elas. Após o tratamento, não é necessário qualquer tipo de recuperação, podendo voltar às atividades normais. Além disso, o peeling de diamante pode ser feito em todos os tipos e tons de pele, e não provoca manchas.

Tratamento para rugas: Preenchimento e terapia celular
menina fazendo preenchimento cutâneo para tratamento para rugas
O preenchimento com ácido hialirônico é um dos tratamentos para rugas mais populares

Para amenizar os efeitos do envelhecimento, as rugas profundas e permanentes recomenda-se a técnica de preenchimento através de injeção de substâncias absorvíveis como o ácido hialurônico, ou definitivos como o polimetilmetacrilato (PMMA) através da Biplastia.
O envelhecimento faz com que haja uma perda de volume em diversas áreas da face, favorecendo o surgimento das rugas. A técnica de preenchimento visa repor o volume perdido injetando essas substâncias sob a área acometida pelas rugas, elevando-a e diminuindo a sua profundidade.

Já na terapia celular, os fibroblastos (as células da derme localizadas na segunda camada da pele), são cultivados em laboratório e, mais tarde, recolocados com o intuito de promover maior produção de colágeno e elastina. Com o retorno de novos fibroblastos à pele, ela ganha um volume natural com a hidratação é recuperada.

Segundo especialistas, a terapia celular é mais eficiente do que outros preenchimentos cutâneos, como o ácido hialurônico. Mesmo assim, o preenchimento continua sendo uma opção válida.

Ácido Hialurônico
O ácido hialurônico é uma substância presente em nosso organismo, portanto biocompatível com o corpo humano, que preenche os espaços entre as células da pele. No caso do tratamento para rugas através de preenchimento, essa substância é aplicada por meio de injeções na face, sob anestesia local, sendo absorvida pelo organismo em aproximadamente um ano. O procedimento leva cerca de 30 minutos, com recuperação imediata.

Bioplastia
A bioplastia também é muito usada como técnica de preenchimento no tratamento de rugas profundas e permanentes. A bioplastia é um tratamento não invasivo, realizado sob anestesia local. Na bioplastia para o preenchimento de rugas, normalmente é utilizado o polimetilmetacrilato (PMMA), material biocompatível e não absorvível, reconhecido pelo organismo sem migrar para outras regiões. A bioplastia tem efeito definitivo e pode ser aplicada em mais de uma vez, até chegar aos volumes desejados. A substância é aplicada com o auxílio de uma microcânula, agulha com ponta atraumática, que causa o mínimo de sangramento.

Voluderm
O Voluderm é outro tipo de tratamento para rugas por preenchimento cutâneo, considerado a evolução do microagulhamento. O procedimento consiste na estimulação da produção de ácido hialurônico através de uma ponteira com 36 agulhas. As agulhas extremamente finas penetram a pele sem causar dor ou sangramento, aquecendo a derme e estimulando a produção do ácido hialurônico já existente no nosso organismo.

Tratamento para rugas: Luz intensa pulsada
A luz intensa pulsada pode emitir diferentes comprimentos de ondas, mas todos agem a partir da geração de calor na pele, atingindo a melanina, os vasos sanguíneos e o colágeno. O procedimento não provoca lesões e atua apenas na formação de um novo colágeno.

Tratamento para rugas: Eletroestimulação
A eletroestimulação é um procedimento no tratamento para rugas que utiliza correntes elétricas para estimular os fibroblastos e provocar contração muscular, aumentando a circulação sanguínea, a produção de colágeno, melhorando a oxigenação celular e eliminando toxinas da pele. Durante o procedimento, é implantado um eletrodo ativo, que concentra a energia necessária para promover o carregamento de partículas hidratadas para a região a ser tratada. Além disso, o procedimento revitaliza e rejuvenesce a pele amenizando as rugas.

Tratamento para rugas: Fio Russo
O fio russo é um tratamento para rugas em que fios são implantados no rosto e pescoço a para amenizar as marcas geradas pelo envelhecimento. O procedimento tem o intuito de levantar a pele dessas regiões, sem cortes, sem cicatrizes, sem internação, com o mínimo de sangramento e resultado imediato.

Para tanto, o especialista utiliza anestesia local e com o auxílio de uma agulha oca, os fios são implantados por dentro da pele, na camada profunda de gordura, sempre para o alto e para os lados do local desejado. Sua posição permite aos tecidos serem puxados para a mesma direção.

Cada fio contém garras que permanecem no local quando a agulha é retirada. Além de não permitir que a pele se dobre, os fios ficam imperceptíveis, não podendo ser vistos nem sentidos. O procedimento dura aproximadamente uma hora, podendo o paciente retornar normalmente às suas atividades após um dia. Normalmente, os resultados aparecem depois de algumas horas, com acomodação dos tecidos em até 30 dias e com efeito potencializado em até seis meses.

Dermatologistas dão dicas para cuidar de pés e mãos ressecados

Dermatologistas dão dicas para cuidar de pés e mãos ressecados

Para as mãos, opte por hidratante à base de silicone.
Para os pés, procure os hidratantes à base de ureia.
Do G1, em São Paulo

FACEBOOK
O que você usa para hidratar a sua pele? Óleo ou hidratante? O Bem Estar desta quarta-feira (12) falou sobre pele seca. Para tirar as dúvidas, convidamos as dermatologistas Márcia Purceli e Flávia Addor. Elas explicam que pés e mãos são regiões mais secas pela falta de pelo. Por isso é preciso que hidratar os dois.

CURTA O BEM ESTAR
Siga o programa nas redes sociais
facebook.com/bemestar
twitter.com/bemestar
Não é preciso ter a pele seca para sofrer com mãos e pés secos. A pele pode ser normal ou até oleosa e ter um ressecamento pontual nessas regiões. Mãos ressecadas, além de causar desconforto, também ficam com aspecto envelhecido. Parece ruga, mas é falta de lubrificação.

É comum o ressecamento por produtos de limpeza, por exemplo. A dica é usar um hidratante à base de silicone. Ele faz uma camada protetora nas mãos e não fica com aspecto melecado.

Leia também: pé ressecado tratamento

Os pés são mais protegidos porque ficam mais cobertos. Porém, também são bastante solicitados no dia a dia. Além da falta de hidratação, andar descalço ou com sapatos abertos também leva ao ressecamento e deixa a pele mais espessa.

Para cuidar dos pés, use hidratante diariamente. Se for possível, use hidratante à base de ureia. Vale lembrar que o óleo não hidrata a pele. O uso de meia ou papel filme após o hidratante aumenta a penetração do creme na pele.

O ressecamento pode ser confundido com algumas doenças, como dermatite de contato por alergia, psoríase, disidrose e dermatite atópica.

8 doenças de pele sobre as quais você precisa saber Celulite e estrias podem ser consideradas doenças?

8 doenças de pele sobre as quais você precisa saber Celulite e estrias podem ser consideradas doenças?

A lista de doenças de pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia é longa, com mais de 70 patologias. Entre elas estão algumas bem curiosas (e inevitáveis): celulite, estrias, verrugas e até o envelhecimento. “É considerada doença qualquer alteração da normalidade da pele, tudo aquilo que interfere no bem-estar do indivíduo”, explica o diretor Helio Miot. Entenda, a seguir, como oito doenças agem.

1 – Vitiligo
Provoca a perda de coloração da pele em determinadas regiões. Fenômenos autoimunes e traumas psicológicos podem ocasioná-la.

2 – Albinismo
Desordem genética na qual a produção de melanina é insuficiente, por isso a pele, os cabelos e os olhos não têm pigmento.

Leia também: Problemas de pele causas

3 – Dermatite atópica
Genética, a doença crônica não é contagiosa e provoca secura, coceira e vermelhidão na pele.

4 – Dermatite de contato
Inflamação causada por produtos. Pode ficar restrita ao local de contato ou causar alergia maior.

Leia também:
+ Amigos ou rivais? Desvendamos 8 mitos sobre cuidados com a pele
+ Menstruação: tudo que você precisa saber sobre o sangramento feminino

5 – Eczema
Provoca lesões como bolhinhas com água, secreções que formam crostas e aumento da espessura da pele.

6 – Escabiose (ou Sarna)
É provocada por ácaro que procria na pele. As fezes do bicho causam as lesões.

7 – Melasma
São manchas escuras na pele, principalmente no rosto. Afeta mais as mulheres e está relacionada ao uso de anticoncepcionais e à exposição solar.

8 – Psoríase
Crônica e não contagiosa, sua causa é desconhecida. Vermelhidão, descamação e surgimento de manchas espessas são os principais sintomas.

Flacidez

Flacidez

A flacidez é um problema que afeta muitos homens e mulheres. Este é um fenômeno normal por conta da idade. Com ela, nosso corpo perde a tonicidade e elasticidade. O sol em excesso, tabagismo e má alimentação também contribuem para o aumento da flacidez. Além disso, gravidez, obesidade, sedentarismo e herança genética também são fatores que causam a doença. Tratamentos exclusivos para flacidez
RADIOFREQUÊNCIA
A tecnologia aquece as camadas mais profundas da pele e ativa a produção de colágeno. O funcionamento é continuado, pois após seis meses o colágeno continua ativado. Os primeiros resultados surgem após dois meses.

Leia também: Flacidez causas

ELETROTÔNUS
O equipamento fortalece e tonifica a musculatura. É ótimo para flacidez e ainda auxilia na redução das celulites. A área onde o equipamento é usado tem aumento da circulação sanguínea e o trofismo muscular melhorado. Isso acontece porque os eletrodos contraem e relaxam o músculo melhorando as áreas flácidas. É indicado para tratamento pós-emagrecimento e pós-parto.

PLATAFORMA VIBRATÓRIA
Com ela elimina-se a flacidez dos braços, por exemplo, além disso, a pessoa realiza exercícios na plataforma para otimizar a tonificação muscular. A contração e relaxamento auxiliam na redução da flacidez a longo prazo.

E se você pudesse realizar os três procedimentos? Com certeza a flacidez iria embora muito mais
rápido. É justamente esse tratamento que o Emagrecentro proporciona: uma sessão de
eletrotônus, uma de radiofrequência e uma de plataforma vibratória. Além disso, você pode incluir alguns hábitos para melhorar a flacidez:• Evitar fumar;• Evitar dietas emagrecedoras muito drásticas, porque fazem com que a gordura que sustenta a pele desapareça muito rápido;• Evitar exposição excessiva ao sol;• Beber muita água.

11 vitaminas poderosas para uma pele saudável e bonita

11 vitaminas poderosas para uma pele saudável e bonita

Nossa pele pode sofrer vários problemas quando as vitaminas estão em falta. Descubra as funções desses micronutrientes e saiba onde encontrá-los

Escrito por
Raquel Praconi Pinzon

FOTO: ISTOCK

Você já ouviu falar que a beleza vem de dentro para fora? Esse ditado não existe à toa, e ele vale também quando estamos falando do papel que as vitaminas exercem na nossa pele.

As vitaminas são micronutrientes necessários em pequenas doses, mas que exercem funções fundamentais para o organismo.

Elas são necessárias para a absorção de outros nutrientes, participam da construção e da manutenção dos nossos órgãos e são muito importantes no bom funcionamento do sistema imunológico.

Além dessas funções, as vitaminas são elementos que têm muito a contribuir para a saúde e a beleza da nossa pele. Confira as principais funções desses micronutrientes em relação a esse órgão e saiba quais são os alimentos mais ricos em cada um deles:

Leia também: Pele saudável

Vitamina A
Precursora do retinol e do ácido retinoico, a vitamina A é utilizada no tratamento e na prevenção de cravos e espinhas, além de diminuir a produção de óleo pela pele.

Leia também: 12 alimentos que você deve comer todos os dias

Essa vitamina atua também na compensação dos efeitos negativos causados pela exposição à radiação ultravioleta. Dessa forma, ela contribui para a manutenção da juventude da pele. Essa propriedade é reforçada pelo aumento do fluxo sanguíneo para a pele, aumentando o aporte de nutrientes.

Vitamina B2
A deficiência de vitamina B2 pode levar ao ressecamento da pele, especialmente nos cantos da boca, e também à dermatite seborreica, que atinge o couro cabeludo, a região ao redor do nariz, a boca e o queixo.

Por melhorar a circulação e ajudar a fornecer mais oxigênio e nutrientes para a pele, essa vitamina ajuda a combater as olheiras e as linhas de expressão.

Vitamina B3
Por ter ação anti-inflamatória, a vitamina B3 ajuda a combater a acne e reduz a produção de óleo pela pele. Ainda, ela melhora a barreira que impede a perda de água, mantendo a cútis mais hidratada.

Ao melhorar a pigmentação e a vermelhidão, essa vitamina também ajuda a controlar os sintomas da rosácea. Por fim, ao contribuir para a recuperação dos danos causados pelos radicais livres e pela radiação ultravioleta, ela também ajuda a prevenir o câncer de pele.

Leia também: 4 vitaminas e minerais essenciais para ter pele e cabelos bonitos

Vitamina B5
Ajuda a combater os sinais do envelhecimento, como linhas de expressão e manchas, além de manter a pele hidratada e com os poros saudáveis.

Por apresentar propriedades anti-inflamatórias, essa vitamina reduz a coceira causada por picadas de insetos e pequenos ferimentos.

Vitamina B6
Essa vitamina atua como uma coenzima em diversos processos do organismo, incluindo a metabolização das proteínas. Dessa forma, ela contribui para manter a uniformidade da pele e a regulação dos hormônios.

Além disso, ela é um excelente aliado no tratamento de problemas de pele como ressecamento, eczema e acne.

Vitamina B7
Também conhecida como biotina, essa vitamina colabora com o processo de absorção das outras vitaminas do complexo B pelo intestino. Assim, ela ajuda a tratar dermatite seborreica, eczema e coceiras.graxo

Leia também: O poder da vitamina D: 17 fatos que você precisa saber

Um dos efeitos da vitamina B7 é estimular a produção de ácidos graxos, essenciais para a hidratação da pele.

Vitamina C
Essa vitamina importantíssima atua como cofator nas reações do organismo, inclusive na síntese de colágeno, responsável pela firmeza e pela elasticidade de pele.

Por atuar reduzindo a produção de melanina, essa vitamina é utilizada em produtos tópicos para suavizar manchas escuras na pele. Além disso, ela tem propriedades antioxidantes e combate os efeitos nocivos do sol.

Vitamina D
Além de facilitar a absorção de cálcio pelo organismo, a vitamina D ajuda a recuperar a barreira de proteção cutânea, favorece a renovação celular, melhora a textura da cútis e estimula a produção de colágeno.

Dessa forma, essa vitamina age como um elemento de prevenção ao envelhecimento, ajudando também a suavizar os sinais da passagem do tempo.

Leia também: Vitamina B12: conheça os benefícios que ela pode trazer para sua vida

Vitamina E
Por ter propriedades antioxidantes, a vitamina E ajuda a reparar danos na pele causados pelos radicais livres. Assim, ela promove uma manutenção do colágeno, mantendo a firmeza da pele e evitando o surgimento de rugas e linhas de expressão.

Além disso, a vitamina E ajuda a proteger a pele de queimaduras solares, evitando o surgimento de manchas. Ela também é usada em produtos tópicos para clarear esses sinais.

Vitamina F
Também conhecida como ácido linoleico, a vitamina F ajuda a manter a pele saudável e viçosa. Sua deficiência pode levar ao surgimento de acne e eczema.

Ela também atua no processo de cicatrização, favorecendo a regeneração das células da epiderme.

Vitamina K
Essencial para a coagulação, a vitamina K também colabora para que a pele se mantenha jovem por mais tempo.

Isso acontece porque essa vitamina aumenta a elasticidade da pele, reduzindo as rugas e as linhas de expressão. Além disso, ela ajuda a reduzir as olheiras quando aplicada na forma tópica.

A melhor forma de garantir o aporte diário recomendado de vitaminas é mantendo uma alimentação saudável, com uma boa variedade de vegetais e fontes de proteínas.

Quanto mais colorido for o seu prato, mais vitaminas diferentes você vai ingerir. Sua pele certamente agradece esse cuidado.