Impotência sexual

Impotência sexual

O que é?
A disfunção erétil (DE) ou impotência sexual é a incapacidade persistente de obter e/ou manter uma ereção peniana o suficiente para a penetração ou para o término do ato sexual satisfatoriamente.

Sintomas
É uma doença autodescritiva, ou seja, o próprio paciente relata as suas dificuldades durante o ato sexual. As histórias médica e sexual são importantes na avaliação global.

Causas
Uma vez definida como disfunção erétil, existem a de natureza psicogênica e a de natureza orgânica, embora a maioria dos pacientes apresente componentes de ambas.

Essa diferença pode ajudar a decidir sobre a intervenção de outro profissional ou a necessidade de realizar outros métodos diagnósticos mais especializados. É preciso saber se o problema teve início súbito ou gradual, intermitente e/ou permanente.

Saiba mais: Prime Male funciona

Fatores de risco
Os fatores de risco que mais frequentemente estão relacionados com a DE são a diabetes melito e as doenças cardiovasculares. Outros fatores estabelecidos incluem: idade, tabagismo, aterosclerose, trauma pélvico ou perineal/cirurgia pélvica, endocrinopatias, hipertensão arterial, depressão, doenças neurológicas e drogas recreacionais, medicamentos anti-hipertensivos e antidepressivos e as dislipidemias.

Diagnóstico
Além da história médica e sexual, deve ser realizado exame físico de forma completa (toque retal, pressão sanguínea, distribuição de pelos e gordura pelo corpo, ginecomastia, exame genital), uma vez que pode revelar causas diretas de disfunção erétil, comorbidades e outras doenças relevantes. Exames laboratoriais são solicitados conforme a queixa clínica.

A disfunção erétil pode ser sintoma de outros problemas de saúde.

Os exames recomendados são: glicemia, testosterona total e perfil lipídico. Os exames mais especializados só devem ser realizados, em casos excepcionais, se demonstrarem eficácia comprovada em estudos clínicos baseados em evidências que justifiquem expor o paciente a testes de custos elevados, invasivos e, algumas vezes, desnecessários.

Prevenção
Mudança de estilo de vida e hábitos sociais do indivíduo, como alcoolismo, sedentarismo e obesidade. Além de procurar identificar a existência de outras doenças que possam estar relacionadas com a disfunção erétil.

Tratamento
Clínico e cirúrgico. O tratamento clínico consiste em psicoterapia, drogas orais (inibidores da fosfodiesterase tipo 5), drogas intracavernosas, bomba de vácuo. Tratamento cirúrgico consiste basicamente em implante de prótese peniana, pois as cirurgias arteriais são indicadas em apenas uma pequena fração de homens selecionados.

Conheça também: > Xanimal onde preço

Conheça técnicas para acelerar o seu metabolismo e emagrecer mais rápido!

Conheça técnicas para acelerar o seu metabolismo e emagrecer mais rápido!

Na última semana conversamos sobre a influência do metabolismo no emagrecimento e que ele pode ser responsável por tornar mais fácil ou difícil a perda de peso. Hoje contarei como acelerar o seu metabolismo e, consequentemente, facilitar o emagrecimento.

Primeiro precisamos entender como funciona o processo fisiológico de emagrecimento. Para emagrecer precisa que ocorra um déficit calórico, isso é, ingerir menos calorias do que se gasta. Devemos comparar como uma balança, onde de um lado está tudo o que você ingere (come) e do outro tudo o que você consome de energia. O lado do gasto de calorias é divido em três:

– Exercício físico – que compreende as calorias gastas durante os exercícios físicos.

– Atividades diárias – são as calorias gastas durante todas as atividades diária, compreende tudo o que você faz no seu dia, como sair da cama, arrumar a casa, ir ao banheiro e o seu trabalho.

Saiba mais: Phytophen funciona

– Calorias gastas em repouso – estas são as calorias gastas quando você está dormindo, assistindo Netflix no sofá ou lendo um livro.

O seu metabolismo não para de gastar calorias, e um órgão responsável pela maior queima calórica é o cérebro, você gasta calorias enquanto pensa, enquanto dorme e enquanto sonha. Você gasta calorias o tempo todo.

+ Leia também: Você não precisa ser chato para emagrecer!

Tradicionalmente, quando pensamos em exercício físico, nos preocupamos com as calorias gastas durante a sua execução, assim quanto mais tempo durar o exercício mais calorias ele gastará, aumentando o peso da balança no lado do gasto calórico. Porém estudos atuais descobriram que a melhor forma do exercício auxiliar no emagrecimento não é gastando as calorias durante o exercício e sim o quanto o exercício deixará o seu metabolismo acelerado depois da atividade.

O exercício físico pode atuar no metabolismo aumentando a produtividade do gasto de calorias durante as outras duas fases do gasto calórico, atividade e repouso. Assim, com o metabolismo mais rápido você gastará mais calorias quando fizer as mesmas atividades.

O próprio Doutor Chih-Hao Lee, professor de genética e doenças complexas de Harvard, fundamenta que exercícios capazes de acelerar o metabolismo são aqueles feitos em alta intensidade, como HIIT, musculação e outras atividades. Os exercícios quando executados em alta intensidade de forma intermitente geram um estresse que promove adaptações no seu corpo, tornando ele uma máquina de queimar gordura.

+ Não deixe de ler: Dica prática para diminuir a fome e emagrecer mais rápido

Para concluir, devo lembrar que o metabolismo influencia unicamente no processo fisiológico de emagrecimento. Para emagrecer eficientemente necessitamos do processo mental e psicológico de mudança de mindset e comportamento. O emagrecimento é multifatorial, e para ele realmente acontecer você precisa cuidar dos quatro pilares que compõem a perda de peso, sendo estes, alimentação saudável, exercício físico, mentalidade magra e comunidade de apoio. Se quiser saber mais sobre esses quatro pilares entre no nosso blog e confira.

Tratamento para Rugas Caseiro: Rosto, Testa e Olhos!

Tratamento para Rugas Caseiro: Rosto, Testa e Olhos!

Todo mundo sonha com uma pele bonita, jovem e saudável. Mas na realidade nem sempre é possível mantê-la impecável. Para piorar, à medida que envelhecemos a pele perde a sua elasticidade e viço, e o aparecimento das rugas é comum. No entanto, nem tudo está perdido! Na verdade, não se pode conter o avanço da idade, mas é possível deter o envelhecimento da pele com os cuidados necessários e o tratamento para rugas correto.

Existem vários de tipos de tratamento para rugas que não só diminuem as marcas da idade, como também realçam a beleza e diminuem os sinais de expressão. O importante é entender quais são esses tratamentos, para que servem e qual a eficácia e o procedimento envolvido em cada um deles.

Neste artigo, vamos ajudar você a entender tudo isso e escolher o tratamento para rugas que mais lhe agrada e que seja adequado às suas expectativas. Confira abaixo!

O que você verá neste artigo! [mostrar]

O que são Rugas
tratamento para rugas: mulher esticando a pele na região dos olhos.
Tratamento para rugas: as rugas aparecem com o envelhecimento natural da pele.

As rugas são vincos, linhas e depressões que aparecem na pele em decorrência do envelhecimento natural cutâneo, perda de elasticidade e tonicidade dos músculos. Esse processo é fisiológico, irreversível e evolutivo. Além de ser parte desse processo de envelhecimento biológico, as rugas também podem estar associadas à falta de cuidados com a pele e maus hábitos. Neste caso, o processo de envelhecimento acaba sendo acelerado e o seu aparecimento precoce.
Por se tratar de um processo irreversível, ou seja, que não se pode deter, no início, as rugas podem ser superficiais e depois se tornarem definitivas e profundas. No entanto, é possível cuidar da pele ao longo da vida para retardar ao máximo esse processo, e até reverter a formação dessas rugas logo no início do seu aparecimento. Para tanto, existem tipos de tratamento para rugas e procedimentos específicos.

Principais causas de rugas
As rugas costumam aparecer, na maioria dos casos, devido ao processo natural de envelhecimento da pele. Sendo assim, de uma forma ou de outra, em algum momento da vida, todos nós vamos ter rugas.

Nesse sentido, elas são parte do nosso processo biológico evolutivo de envelhecimento fisiológico, que para alguns começa mais cedo que para outros. Dependendo muito da genética de cada um.

No entanto, apesar de serem resultado dos processos naturais do organismo, alguns fatores externos podem influenciar bastante e potencializar o aparecimento das rugas. Como por exemplo, a falta de cuidados com a pele e os maus hábitos. Ou seja, uma exposição exagerada ao sol sem proteção ao longo da vida, alterações hormonais, carência alimentar, poluição, estresse, tabagismo e consumo de bebidas alcoólicas em excesso.

Onde aparecem as rugas
Normalmente, as rugas irão surgir por todo o corpo, já que somos revestidos de pele. No entanto, as rugas ficam mais evidentes na face, ao redor dos olhos, dos lábios e na testa. Porém, ao longo dos anos elas vão surgindo também na região do pescoço, nas mãos, nos pés e nos braços.

Tipos de rugas
Basicamente existem dois tipos de rugas, como por exemplo, as rugas de expressão, que se formam ao redor dos olhos (pés de galinha), testa e lábios, decorrentes da movimentação dos músculos faciais e da força da musculatura. E as rugas estáticas provocadas apenas pelo envelhecimento cutâneo, também chamadas de profundas ou permanentes. No entanto, qualquer ruga de expressão pode se tornar profunda e permanente.

RUGAS DE EXPRESSÃO
tratamento para rugas: mulher franzindo a testa
Tratamento para rugas: as rugas de expressão aparecem devido aos movimentos repetitivos dos músculos da face.

As rugas de expressão são marcas provocadas pelos movimentos dos músculos faciais, mesmo que involuntários. Em outras palavras, são as marcas deixadas pelas nossas expressões em reação a determinadas situações.
Esses movimentos quando realizados repetidamente ao longo dos anos fazem surgir essas rugas de expressão por causa da hipertrofia e aumento de tonicidade dos músculos da região. Normalmente, as rugas de expressão aparecem ao redor dos olhos, da testa e dos lábios e são chamadas de rugas superficiais, periorbitais, glabelares e nasogenianas.

Felizmente, existem muitos tipos de tratamento para rugas de expressão. Além disso, se tratadas logo no início, ainda superficiais, são procedimentos simples e menos invasivos.

1. Rugas superficiais
As rugas superficiais são o tipo de ruga que penetra apenas a epiderme, camada superficial da pele, e desaparecem quando a pele é esticada. Portanto, elas não costumam ser aparentes e ficam visíveis apenas quando aparentamos cansaço ou fazemos movimentos específicos como sorrir ou apertar os olhos. Este tipo de ruga é bem mais fácil de amenizar ou até eliminar. Para tanto, não são precisos procedimentos invasivos.

2. Rugas periorbital (pés de galinha)
As rugas periorbitais, popularmente chamadas de “pés de galinha”, são tipos de rugas localizadas ao redor dos olhos. Normalmente, as rugas periorbitais se formam a partir de movimentações do músculo orbicular, repuxando a pele sobre ele. Apesar de inevitáveis, elas começam superficiais e vão sendo acentuadas devido aos movimentos repetitivos, quando forçamos a vista, ou pelo consumo de cigarro.

3. Rugas nasogenianas (bigode chinês)
As rugas nasogenianas, popularmente chamadas de “bigode chinês“, são rugas de expressão que aparecem entre o nariz e a boca, devido a contração muscular, ação da gravidade e do envelhecimento. O bigode chinês destaca-se durante um sorriso, mas pode aparecer até mesmo com a boca fechada.

No início, a ruga nasogeniana é uma marca de expressão superficial, mas que vai ficando mais evidente com a idade. No entanto, apesar de não existir uma idade específica para o aparecimento dela, o bigode chinês costuma assombrar principalmente as mulheres a partir dos 30 anos de idade.

4. Rugas glabelares
A glabela é uma região localizada entre as duas sobrancelhas onde é comum a formação das rugas glabelares, devido aos movimentos de contração muscular em geral em reação a preocupações, irritação, raiva ou frustração.

RUGAS PROFUNDAS E PERMANENTES
tratamento para rugas: mulher levantando as sobrancelhas
Tratamento para rugas: as rugas permanentes ou profundas surgem devido ao envelhecimento natural da pele e de maus hábitos.

As rugas profundas e permanentes são rugas estáticas que ficam evidentes até mesmo quando os músculos do rosto estão em repouso. Ou seja, sem sequer qualquer contração muscular para que apareçam. Normalmente, iniciam-se como rugas superficiais, e sem os cuidados necessários, evoluem e se acentuam.
Portanto, as rugas profundas são definitivas e marcam a pele devido ao processo de envelhecimento natural do organismo, assim como a ação de agentes externos, como exposição solar, estresse, poluição, tabagismo, etc.

1. Rugas elastóticas
As rugas elastóticas aparecem devido a falta de proteção contra os raios solares UVA e UVB, que contribuem diretamente para o fotoenvelhecimento da pele. Normalmente, as rugas elastóticas são linhas permanentes que se acentuam nas áreas mais expostas ao sol como a região dos olhos e testa.

Os fibroblastos são as células responsáveis pela produção de colágeno e elastina, que dão a sustentação e elasticidade necessária à pele. Entretanto, o sol destrói a capacidade reprodutiva dessas células, ocasionando o envelhecimento da pele e o aparecimento das rugas elastóticas.

É importante lembrar que, quanto mais clara for a pele, mais os fibroblastos serão afetados. Embora essas rugas sejam permanentes e profundas, a melhor solução é a prevenção por meio do filtro solar. No entanto, existem outras opções de tratamentos para amenizar essas rugas.

2. Rugas gravitacionais
As rugas gravitacionais são o tipo de ruga que se forma devido à ação da gravidade que atua sobre a pele, puxando-a para baixo o tempo todo. Geralmente, as rugas gravitacionais surgem por volta dos 50 anos, ficando mais evidentes no pescoço, na ptose da ponta do nariz, nas orelhas, nos lados do queixo, deixando a pele marcada e flácida.

3. Rugas atróficas
As rugas atróficas aparecem principalmente em razão do envelhecimento natural da pele devido à atrofia do colágeno. Essas rugas são as principais responsáveis pela aparência cansada, e são mais facilmente percebidas.

Como prevenir o aparecimento das rugas
tratamento para rugas: mulher com os dedos nas têmporas
Tratamento para rugas: a alimentação saudável e bons hábitos de saúde são a melhor prevenção

Como já dissemos, o aparecimento das rugas é inevitável, mas é possível retardar esse processo e até amenizar algumas delas desde o início. Para tanto, são utilizados alguns tipos de tratamentos estéticos. Além disso, deve-se tomar alguns cuidados e adotar algumas medidas e hábitos saudáveis durante toda a vida. Por exemplo:
Retirar a maquiagem antes de dormir;
Usar protetor solar de no mínimo 30 FPS, diariamente;
Utilizar proteção solar como chapéu, viseira. Óculos escuros quando exposta ao sol diretamente;
Não tomar sol em horário de pico (12:00 às 15:00), principalmente sem proteção;
Uso diário de um creme antirrugas que contenha os ingredientes certos;
Manter o hábito de limpar, tonificar, hidratar e esfoliar a pele;
Adotar uma alimentação saudável;
Praticar exercícios físicos;
Não fumar e evitar o álcool em excesso.
Todos os cuidados durante a prevenção e o tratamento das rugas devem começar aos 25 anos de idade. No entanto, hábitos saudáveis podem ser adotados a qualquer momento e mantidos a vida inteira, podendo começar a partir de qualquer idade.

Uma alimentação saudável é ainda uma das medidas preventivas mais imbatíveis. Aposte em alimentos que retardam o envelhecimento celular. Como por exemplo, alimentos ricos em carotenoides, como laranja, mamão, cenoura, damasco e vegetais escuros.

Assim como os ricos em flavonoides, como chá verde, frutas vermelhas, beterraba e berinjela. O zinco, presente nos frutos do mar, o licopeno do tomate e as vitaminas C e E também retardam o envelhecimento celular. Já os alimentos ricos em isoflavonas (soja), selênio (castanhas) e silício (aveia) atuam no combate à flacidez cutânea.

Principais tipos de tratamento para rugas
mulher fazendo tratamento para rugas
Tratamentos para rugas: existem vários tratamentos estéticos para rugas eficazes e menos invasivos que a cirurgia estética.

Existem muitos tipos de tratamento para rugas, sendo que todos eles são divididos em tratamentos clínicos e cirúrgicos. Os tratamentos clínicos são tipos de tratamento para rugas, normalmente feitos em casa ou em clínicas estéticas ou dermatológicas.
São tratamentos mais simples e menos invasivos que podem incluir desde aplicações de cremes anti rugas com propriedades que hidratam e firmam a pele para uma maior sustentação, ou até fisioterapia estética, com técnicas manuais ou com o uso de equipamentos como laser. Por exemplo, sessões de luz pulsada para uniformizar o tom da pele, laser de de CO2, ou radiofrequência para melhorar a produção de novas células de colágeno e elastina, que dão sustentação à pele.

Além disso, existem também opções de peelings químicos, implantes de colágeno e o preenchimento de ácido hialurônico em forma de creme ou injeção. Existem também técnicas de terapia manual para mobilizar os tecidos para o seu fortalecimento, estiramento e mobilização dos músculos faciais

Já os tratamentos cirúrgicos, apesar de simples, requerem procedimentos cirúrgicos que, normalmente são feitos em clínicas especializadas, sempre por médicos dermatologistas. Estas, em último caso, incluem cirurgia plástica de lifting facial. Normalmente, indicadas às pessoas que possuem muitas rugas profundas e gostariam de um resultado imediato.

Todos estes tratamentos são indicados para eliminar todo tipo de marcas na pele, tanto superficiais quanto profundas, e costumam alcançar ótimos resultados.

Tratamento para rugas caseiro
Além dos tratamentos estéticos, existem algumas medidas e cuidados em casa que podemos fazer para complementar o tratamento.

Manter uma boa hidratação da pele, principalmente do rosto;
Beber cerca de 2 litros de água por dia;
Usar sabonetes líquidos que não ressecam a pele;
Lavar o rosto com água mineral, água micelar ou água termal, que não contém cloro, pois resseca a pele;
Consumir colágeno diariamente;
Usar sempre um creme anti-idade no rosto com fator de proteção solar;
Fazer a ginástica facial alongando os músculos que fazem o efeito contrário das rugas;
Usar chapéu e óculos de sol sempre que exposto ao sol ou à claridade para evitar a contração dos músculos ao redor dos olhos e da testa.
Tratamento para rugas: Cremes anti rugas
mulher passando creme para tratamento para rugas no rosto
O Tratamento para rugas com cremes hidrata a pele, atenua as rugas e previne o aparecimento de novas.

O tratamento com cremes anti rugas pode começar a ser feito a partir dos 25 anos de idade como medida preventiva. Através de ingredientes específicos e para cada tipo de pele, eles auxiliam na hidratação, no rejuvenescimento celular, na tonicidade e na elasticidade da pele.
Sendo assim, existem três tipos de cremes para o tratamento para rugas: os cosméticos, os cosmecêuticos e os medicamentosos. Enquanto os cosméticos apenas hidratam a pele, sem alterar a sua estrutura, os cosmecêuticos costumam penetrar mais na pele, sem provocar possíveis efeitos colaterais como alguns cremes medicamentosos.

Normalmente, cremes anti rugas cosméticos ou cosmecêuticos são mais utilizados por quem tem a pele sensível ou rugas superficiais. Os seus principais compostos são o retinol ou alfa-hidroxiacidos (glicólico e lático) e as vitaminas C e E. Entre os medicamentosos, o mais famoso e indicado é o ácido retinóico.

Ação dos cremes anti rugas
Em todos os três, a ação é muito parecida. Por exemplo, os componentes ácidos presentes em cada um deles removem a camada morta da pele, penetrando mais facilmente e estimulando a produção de novas células. Com isso, a produção de novas células aumenta a concentração de colágeno e elastina, que proporciona uma maior firmeza e elasticidade. Assim, atenua as rugas existentes e previne o aparecimento de novas.

Já as vitaminas C e E agem como antioxidantes na pele, assim como o chá verde e a idebenona, substâncias comuns na composição desses cremes. Além disso, todas atuam contra os efeitos nocivos de radicais livres, causados por exposição solar, tabaco e poluição.

Geralmente, há outros compostos nesses cremes que clareiam a pele e dão luminosidade diminuindo a produção de melanina. Por exemplo, produtos com tecnologia lipossomal ou de nanopartículas liberam esses compostos de ação prolongada e penetram mais profundamente, evitando irritações e outros efeitos indesejáveis.

Aplicação dos cremes anti rugas
Em geral, a aplicação pode variar de acordo com o creme utilizado. No caso do ácido retinóico, recomenda-se usar à noite, pois é mais forte e não pode ser exposto ao sol. No caso de peles normais a mista, deve ser usado diariamente. Já pessoas com peles sensíveis devem usar em noites alternadas.

RELATED POSTS
Irisina: hormônio do emagrecimento e da possível cura para o…

Corrimento branco leitoso: o que pode ser? Gravidez?

Graviola Cura Cancer? Como Preparar?

Já outros compostos mais fracos, como vitamina C e ácido glicólico, podem ser aplicados pela manhã, todos os dias. O creme deve ser sempre aplicado em movimentos para cima que “levantem” a pele, sempre acompanhando a sua musculatura natural, para dar um efeito de lifting.

Tratamento para rugas: Acupuntura
A acupuntura é uma técnica milenar utilizada há anos no combate às rugas. A acupuntura se baseia no princípio da medicina oriental de que o envelhecimento está ligado ao desequilíbrio no organismo.

Segundo dermatologistas, a acupuntura facial harmoniza a energia do corpo e provoca reações fisiológicas diretamente na pele. Como por exemplo, o aumento da circulação sanguínea local, que estimula uma maior oxigenação da pele e estimula a produção de colágeno e elastina.

Normalmente, a acupuntura é utilizada como prevenção ou para suavizar as linhas de expressão da testa, aplicando as agulhas diretamente no local, entre as sobrancelhas. O tratamento pode ser feito uma vez na semana, por uma hora. O número de sessões vai depender da avaliação médica e variar de acordo com idade, sexo e estilo de vida do paciente.

Tratamento para rugas: Ginástica facial
A ginástica facial vai além de fazer caretas em frente ao espelho. Segundo especialistas, os exercícios não fazem milagres na pele, no entanto são eficazes em atenuar rugas mais profundas e prevenir o aparecimento de novas.

A ginástica facial tonifica a musculatura da face abaixo das camadas de pele da região através da vascularização das fibras musculares. Com mais oxigênio no sangue, o músculo fica tonificado e mais encorpado dando um aspecto mais jovial à pessoa.

Como fazer a ginástica facial
Os exercícios não devem ser focados apenas em uma região do rosto, para não prejudicar as outras áreas. Além disso, devem ser feitos todos os dias – um para a região da testa, um para os olhos e outro para a boca, respectivamente:

Esprema bem os olhos e segure contando até 10. Volte devagar, contando até seis e repita o exercício cinco vezes.
Dê um largo sorriso, forçando bem a contração para os lados, e segure contando até 10. Volte devagar, contando até seis, repetindo o exercício cinco vezes.
Faça uma boca de peixe aberta, contando até 12. Em seguida, volte devagar, contando até seis. Repita o exercício cinco vezes.
Tratamento para rugas: Drenagem linfática facial
A drenagem linfática facial tanto para o tratamento de rugas superficiais como para rugas profundas visa amenizar as marcas provocadas pela exposição ao sol e pelo cansaço, bem como prevenir aparecimentos futuros. Normalmente, o método consiste em massagens suaves na região a partir de movimentos circulares das mãos e do polegar do fisioterapeuta.

No entanto, a drenagem linfática facial também pode ser feita por meio de aparelhos com sistema inteligente de computador que infla e desinfla para melhorar a condição das linfas. O procedimento diminui a retenção de líquido e ativa o metabolismo.

A drenagem linfática retira o acúmulo de toxinas da face proveniente da metabolização celular, diminuindo a fibrose tissular. Além disso, também atua na circulação sanguínea e tonifica a pele. O número de sessões varia de seis a dez, com aplicações de uma a três vezes por semana, com duração de 30 a 40 minutos.

Tratamento para rugas: Toxina botulínica
mulher aplicando botox como tratamento para rugas
Tratamento para rugas: a toxina botulínica é um dos tratamentos para rigas mais populares.

A aplicação da toxina botulínica é feita com o objetivo de atenuar as rugas de expressão por causa do efeito relaxante que paralisa a musculatura onde as pequenas injeções foram aplicadas. A toxina impede a liberação de acetilcolina, neurotransmissor responsável pela transmissão dos impulsos do neurônio para o músculo que fica paralisado e impedido de realizar novas contrações. Consequentemente, ocasionando rugas profundas.
Assim, o tratamento para rugas também pode ser utilizado como prevenção, ou seja, para evitar que as rugas apareçam, já sendo indicado entre os 25 e 30 anos. Não há contraindicação, desde que o procedimento seja feito por profissionais capacitados e experientes para evitar efeitos colaterais. No entanto, o seu efeito é temporário, e exige reaplicações conforme a necessidade – em média, a cada seis meses.

O procedimento é feito por meio de anestesia tópica, seguida da pomada e da posterior aplicação de injeções da toxina botulínica. A duração é de aproximadamente 30 minutos, e os resultados começam a aparecer entre dois e sete dias, permanecendo em torno de quatro a seis meses. Recomenda-se evitar a exposição ao sol, não se deitar por quatro horas, não realizar atividades físicas no dia da aplicação e, por último, não massagear a área tratada.

Tratamento para rugas: Patches (adesivos) anti rugas
Os patches anti rugas, são adesivos de ação temporária, que causam um efeito de lifting na pele. Normalmente, são indicados para uso em dias específicos, para o tal “efeito cinderela”.

Os patches possuem microbaterias que estimulam as fibras elásticas da pele devido a uma corrente elétrica de baixa intensidade. Geralmente, são aplicados na região onde as rugas costumam aparecer. E devem ser retirados de 10 a 30 minutos antes de colocar a maquiagem, variando o efeito de duração para cada pessoa.

Os patches também podem ser usados em conjunto com o creme anti-idade, pois a corrente elétrica auxilia na penetração do creme ou gel que tenham dificuldade de passar pela camada protetora da pele.

Tratamento para rugas: Laser CO2 fracionado
O tratamento para rugas com laser CO2 fracionado estimula a produção de colágeno, com o objetivo de rejuvenescer os tecidos faciais dando um aspecto jovial à pele. O procedimento é baseado na fototermólise seletiva, emitindo um feixe de luz através de micro-perfurações que vaporizam as moléculas de água presentes nas células da pele atraídas pelo calor.

Saiba mais: Proteína asiática comprar

Com isso, cria-se um espaço de regeneração da pele que se retrai rapidamente, provocando uma reorganização do tecido e estimulando a formação de um novo colágeno, assim como mais elastina, que amenizam as rugas.

O tratamento para rugas com uso do laser CO2 fracionado é realizado com anestesia local, no próprio consultório médico dermatologista ou clínica estética. As sessões duram em média de 20 a 45 minutos, variando de três a cinco sessões com intervalos de 30 dias.

Devido a sua afinidade com a água, o tratamento é indicado para suavizar rugas finas dos lábios, rugas da testa e os famosos “pés de galinha”. Sendo que, para o tratamento das rugas na testa, são necessárias, ao menos, três sessões (quando as rugas são tênues).

Os resultados são visíveis a partir da primeira sessão, quando se percebe a diminuição dos poros e das rugas finas. Em casos de rugas profundas, os resultados aparecem, normalmente, após seis meses.

Para ser submetida ao laser, a pele não pode estar bronzeada, para não marcar ou manchar. Da mesma forma, após o tratamento, a pele não deve ser exposta ao sol, por pelo menos 15 dias após as aplicações. Recomenda-se também fazer compressas de gelo ou de camomila para aliviar as ardências nas primeiras horas, e manter a pele hidratada com óleos ou cremes.

Tratamento para rugas: Dual Deep
Outro tratamento para rugas bastante eficaz para quem deseja uma pele mais jovem é o Dual Deep, considerado um dos mais avançados tratamentos à laser de CO2 fracionado. Recomendam-se no mínimo 2 sessões com um intervalo de alguns dias entre elas.

Tratamento para rugas: Radiofrequência
mulher fazendo radiofrequência para tratamento para rugas
O tratamento para rugas por radiofrequência estimula a produção de colágeno

A radiofrequência no tratamento para rugas é um procedimento pouco invasivo, que pode atuar tanto na camada superficial da pele, quanto nas mais profundas visando suavizar rugas e marcas de expressão.
A radiofrequência age por meio da liberação de ondas de calor na camada de colágeno, contraindo suas fibras e aumentando o metabolismo dos fibroblastos que se regeneram amenizando as rugas já existentes e estimulando o crescimento de novos tecidos com mais elastina que dão mais firmeza à pele. Além disso, aumenta a circulação sanguínea, que dá um aspecto de pele mais elástica e jovem.

O tratamento para rugas com radiofrequência varia de 10 a 15 sessões, com aplicações semanais de 20 a 40 minutos, podendo variar de acordo com o grau de profundidade das rugas.

Tratamento para rugas: Peeling químico
O tratamento para rugas através de peeling químico é feito com a aplicação de uma solução ácida na pele para estimular a renovação celular. O processo consiste em esfoliar a pele retirando as células mortas regenerando uma nova camada da derme mais elástica, mais viçosa e lisa.

O tratamento estimula a produção de colágeno, podendo ser superficial, médio ou profundo, à depender da profundidade das rugas. No entanto, para que o objetivo tenha eficácia, são necessárias várias sessões, sendo que os resultados são mais visíveis a partir da sexta sessão, dependendo da profundidade das rugas.

O procedimento é realizado no próprio consultório médico, sem necessidade de internação. E, geralmente, a recuperação leva de cinco a sete dias para um peeling químico de média profundidade. Não há presença de dor, mas a pele apresentará uma sensibilidade no local e uma aparência de queimadura solar severa. Recomenda-se evitar a exposição solar por um período indicado pelo médico, e utilizar sempre filtro solar adotando todas as medidas de proteção.

Tratamento para rugas: Peeling de Diamante
O peeling de diamante no tratamento de rugas remove a camada superior da pele por meio de uma caneta a vácuo com ponteira de diamante, de diferentes espessuras. Durante o procedimento, a caneta desliza pela pele promovendo a sua dermoabrasão superficial, esfoliando e refazendo a superfície facial, renovando as células.

Com isso, o procedimento melhora a circulação sanguínea da pele, aumenta a taxa metabólica nos tecidos e estimula a formação de colágeno. Normalmente, recomenda-se fazer de cinco a dez sessões, com intervalos de 15 dias entre elas. Após o tratamento, não é necessário qualquer tipo de recuperação, podendo voltar às atividades normais. Além disso, o peeling de diamante pode ser feito em todos os tipos e tons de pele, e não provoca manchas.

Tratamento para rugas: Preenchimento e terapia celular
menina fazendo preenchimento cutâneo para tratamento para rugas
O preenchimento com ácido hialirônico é um dos tratamentos para rugas mais populares

Para amenizar os efeitos do envelhecimento, as rugas profundas e permanentes recomenda-se a técnica de preenchimento através de injeção de substâncias absorvíveis como o ácido hialurônico, ou definitivos como o polimetilmetacrilato (PMMA) através da Biplastia.
O envelhecimento faz com que haja uma perda de volume em diversas áreas da face, favorecendo o surgimento das rugas. A técnica de preenchimento visa repor o volume perdido injetando essas substâncias sob a área acometida pelas rugas, elevando-a e diminuindo a sua profundidade.

Já na terapia celular, os fibroblastos (as células da derme localizadas na segunda camada da pele), são cultivados em laboratório e, mais tarde, recolocados com o intuito de promover maior produção de colágeno e elastina. Com o retorno de novos fibroblastos à pele, ela ganha um volume natural com a hidratação é recuperada.

Segundo especialistas, a terapia celular é mais eficiente do que outros preenchimentos cutâneos, como o ácido hialurônico. Mesmo assim, o preenchimento continua sendo uma opção válida.

Ácido Hialurônico
O ácido hialurônico é uma substância presente em nosso organismo, portanto biocompatível com o corpo humano, que preenche os espaços entre as células da pele. No caso do tratamento para rugas através de preenchimento, essa substância é aplicada por meio de injeções na face, sob anestesia local, sendo absorvida pelo organismo em aproximadamente um ano. O procedimento leva cerca de 30 minutos, com recuperação imediata.

Bioplastia
A bioplastia também é muito usada como técnica de preenchimento no tratamento de rugas profundas e permanentes. A bioplastia é um tratamento não invasivo, realizado sob anestesia local. Na bioplastia para o preenchimento de rugas, normalmente é utilizado o polimetilmetacrilato (PMMA), material biocompatível e não absorvível, reconhecido pelo organismo sem migrar para outras regiões. A bioplastia tem efeito definitivo e pode ser aplicada em mais de uma vez, até chegar aos volumes desejados. A substância é aplicada com o auxílio de uma microcânula, agulha com ponta atraumática, que causa o mínimo de sangramento.

Voluderm
O Voluderm é outro tipo de tratamento para rugas por preenchimento cutâneo, considerado a evolução do microagulhamento. O procedimento consiste na estimulação da produção de ácido hialurônico através de uma ponteira com 36 agulhas. As agulhas extremamente finas penetram a pele sem causar dor ou sangramento, aquecendo a derme e estimulando a produção do ácido hialurônico já existente no nosso organismo.

Tratamento para rugas: Luz intensa pulsada
A luz intensa pulsada pode emitir diferentes comprimentos de ondas, mas todos agem a partir da geração de calor na pele, atingindo a melanina, os vasos sanguíneos e o colágeno. O procedimento não provoca lesões e atua apenas na formação de um novo colágeno.

Tratamento para rugas: Eletroestimulação
A eletroestimulação é um procedimento no tratamento para rugas que utiliza correntes elétricas para estimular os fibroblastos e provocar contração muscular, aumentando a circulação sanguínea, a produção de colágeno, melhorando a oxigenação celular e eliminando toxinas da pele. Durante o procedimento, é implantado um eletrodo ativo, que concentra a energia necessária para promover o carregamento de partículas hidratadas para a região a ser tratada. Além disso, o procedimento revitaliza e rejuvenesce a pele amenizando as rugas.

Tratamento para rugas: Fio Russo
O fio russo é um tratamento para rugas em que fios são implantados no rosto e pescoço a para amenizar as marcas geradas pelo envelhecimento. O procedimento tem o intuito de levantar a pele dessas regiões, sem cortes, sem cicatrizes, sem internação, com o mínimo de sangramento e resultado imediato.

Para tanto, o especialista utiliza anestesia local e com o auxílio de uma agulha oca, os fios são implantados por dentro da pele, na camada profunda de gordura, sempre para o alto e para os lados do local desejado. Sua posição permite aos tecidos serem puxados para a mesma direção.

Cada fio contém garras que permanecem no local quando a agulha é retirada. Além de não permitir que a pele se dobre, os fios ficam imperceptíveis, não podendo ser vistos nem sentidos. O procedimento dura aproximadamente uma hora, podendo o paciente retornar normalmente às suas atividades após um dia. Normalmente, os resultados aparecem depois de algumas horas, com acomodação dos tecidos em até 30 dias e com efeito potencializado em até seis meses.

Dermatologistas dão dicas para cuidar de pés e mãos ressecados

Dermatologistas dão dicas para cuidar de pés e mãos ressecados

Para as mãos, opte por hidratante à base de silicone.
Para os pés, procure os hidratantes à base de ureia.
Do G1, em São Paulo

FACEBOOK
O que você usa para hidratar a sua pele? Óleo ou hidratante? O Bem Estar desta quarta-feira (12) falou sobre pele seca. Para tirar as dúvidas, convidamos as dermatologistas Márcia Purceli e Flávia Addor. Elas explicam que pés e mãos são regiões mais secas pela falta de pelo. Por isso é preciso que hidratar os dois.

CURTA O BEM ESTAR
Siga o programa nas redes sociais
facebook.com/bemestar
twitter.com/bemestar
Não é preciso ter a pele seca para sofrer com mãos e pés secos. A pele pode ser normal ou até oleosa e ter um ressecamento pontual nessas regiões. Mãos ressecadas, além de causar desconforto, também ficam com aspecto envelhecido. Parece ruga, mas é falta de lubrificação.

É comum o ressecamento por produtos de limpeza, por exemplo. A dica é usar um hidratante à base de silicone. Ele faz uma camada protetora nas mãos e não fica com aspecto melecado.

Leia também: pé ressecado tratamento

Os pés são mais protegidos porque ficam mais cobertos. Porém, também são bastante solicitados no dia a dia. Além da falta de hidratação, andar descalço ou com sapatos abertos também leva ao ressecamento e deixa a pele mais espessa.

Para cuidar dos pés, use hidratante diariamente. Se for possível, use hidratante à base de ureia. Vale lembrar que o óleo não hidrata a pele. O uso de meia ou papel filme após o hidratante aumenta a penetração do creme na pele.

O ressecamento pode ser confundido com algumas doenças, como dermatite de contato por alergia, psoríase, disidrose e dermatite atópica.

8 doenças de pele sobre as quais você precisa saber Celulite e estrias podem ser consideradas doenças?

8 doenças de pele sobre as quais você precisa saber Celulite e estrias podem ser consideradas doenças?

A lista de doenças de pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia é longa, com mais de 70 patologias. Entre elas estão algumas bem curiosas (e inevitáveis): celulite, estrias, verrugas e até o envelhecimento. “É considerada doença qualquer alteração da normalidade da pele, tudo aquilo que interfere no bem-estar do indivíduo”, explica o diretor Helio Miot. Entenda, a seguir, como oito doenças agem.

1 – Vitiligo
Provoca a perda de coloração da pele em determinadas regiões. Fenômenos autoimunes e traumas psicológicos podem ocasioná-la.

2 – Albinismo
Desordem genética na qual a produção de melanina é insuficiente, por isso a pele, os cabelos e os olhos não têm pigmento.

Leia também: Problemas de pele causas

3 – Dermatite atópica
Genética, a doença crônica não é contagiosa e provoca secura, coceira e vermelhidão na pele.

4 – Dermatite de contato
Inflamação causada por produtos. Pode ficar restrita ao local de contato ou causar alergia maior.

Leia também:
+ Amigos ou rivais? Desvendamos 8 mitos sobre cuidados com a pele
+ Menstruação: tudo que você precisa saber sobre o sangramento feminino

5 – Eczema
Provoca lesões como bolhinhas com água, secreções que formam crostas e aumento da espessura da pele.

6 – Escabiose (ou Sarna)
É provocada por ácaro que procria na pele. As fezes do bicho causam as lesões.

7 – Melasma
São manchas escuras na pele, principalmente no rosto. Afeta mais as mulheres e está relacionada ao uso de anticoncepcionais e à exposição solar.

8 – Psoríase
Crônica e não contagiosa, sua causa é desconhecida. Vermelhidão, descamação e surgimento de manchas espessas são os principais sintomas.

Flacidez

Flacidez

A flacidez é um problema que afeta muitos homens e mulheres. Este é um fenômeno normal por conta da idade. Com ela, nosso corpo perde a tonicidade e elasticidade. O sol em excesso, tabagismo e má alimentação também contribuem para o aumento da flacidez. Além disso, gravidez, obesidade, sedentarismo e herança genética também são fatores que causam a doença. Tratamentos exclusivos para flacidez
RADIOFREQUÊNCIA
A tecnologia aquece as camadas mais profundas da pele e ativa a produção de colágeno. O funcionamento é continuado, pois após seis meses o colágeno continua ativado. Os primeiros resultados surgem após dois meses.

Leia também: Flacidez causas

ELETROTÔNUS
O equipamento fortalece e tonifica a musculatura. É ótimo para flacidez e ainda auxilia na redução das celulites. A área onde o equipamento é usado tem aumento da circulação sanguínea e o trofismo muscular melhorado. Isso acontece porque os eletrodos contraem e relaxam o músculo melhorando as áreas flácidas. É indicado para tratamento pós-emagrecimento e pós-parto.

PLATAFORMA VIBRATÓRIA
Com ela elimina-se a flacidez dos braços, por exemplo, além disso, a pessoa realiza exercícios na plataforma para otimizar a tonificação muscular. A contração e relaxamento auxiliam na redução da flacidez a longo prazo.

E se você pudesse realizar os três procedimentos? Com certeza a flacidez iria embora muito mais
rápido. É justamente esse tratamento que o Emagrecentro proporciona: uma sessão de
eletrotônus, uma de radiofrequência e uma de plataforma vibratória. Além disso, você pode incluir alguns hábitos para melhorar a flacidez:• Evitar fumar;• Evitar dietas emagrecedoras muito drásticas, porque fazem com que a gordura que sustenta a pele desapareça muito rápido;• Evitar exposição excessiva ao sol;• Beber muita água.

11 vitaminas poderosas para uma pele saudável e bonita

11 vitaminas poderosas para uma pele saudável e bonita

Nossa pele pode sofrer vários problemas quando as vitaminas estão em falta. Descubra as funções desses micronutrientes e saiba onde encontrá-los

Escrito por
Raquel Praconi Pinzon

FOTO: ISTOCK

Você já ouviu falar que a beleza vem de dentro para fora? Esse ditado não existe à toa, e ele vale também quando estamos falando do papel que as vitaminas exercem na nossa pele.

As vitaminas são micronutrientes necessários em pequenas doses, mas que exercem funções fundamentais para o organismo.

Elas são necessárias para a absorção de outros nutrientes, participam da construção e da manutenção dos nossos órgãos e são muito importantes no bom funcionamento do sistema imunológico.

Além dessas funções, as vitaminas são elementos que têm muito a contribuir para a saúde e a beleza da nossa pele. Confira as principais funções desses micronutrientes em relação a esse órgão e saiba quais são os alimentos mais ricos em cada um deles:

Leia também: Pele saudável

Vitamina A
Precursora do retinol e do ácido retinoico, a vitamina A é utilizada no tratamento e na prevenção de cravos e espinhas, além de diminuir a produção de óleo pela pele.

Leia também: 12 alimentos que você deve comer todos os dias

Essa vitamina atua também na compensação dos efeitos negativos causados pela exposição à radiação ultravioleta. Dessa forma, ela contribui para a manutenção da juventude da pele. Essa propriedade é reforçada pelo aumento do fluxo sanguíneo para a pele, aumentando o aporte de nutrientes.

Vitamina B2
A deficiência de vitamina B2 pode levar ao ressecamento da pele, especialmente nos cantos da boca, e também à dermatite seborreica, que atinge o couro cabeludo, a região ao redor do nariz, a boca e o queixo.

Por melhorar a circulação e ajudar a fornecer mais oxigênio e nutrientes para a pele, essa vitamina ajuda a combater as olheiras e as linhas de expressão.

Vitamina B3
Por ter ação anti-inflamatória, a vitamina B3 ajuda a combater a acne e reduz a produção de óleo pela pele. Ainda, ela melhora a barreira que impede a perda de água, mantendo a cútis mais hidratada.

Ao melhorar a pigmentação e a vermelhidão, essa vitamina também ajuda a controlar os sintomas da rosácea. Por fim, ao contribuir para a recuperação dos danos causados pelos radicais livres e pela radiação ultravioleta, ela também ajuda a prevenir o câncer de pele.

Leia também: 4 vitaminas e minerais essenciais para ter pele e cabelos bonitos

Vitamina B5
Ajuda a combater os sinais do envelhecimento, como linhas de expressão e manchas, além de manter a pele hidratada e com os poros saudáveis.

Por apresentar propriedades anti-inflamatórias, essa vitamina reduz a coceira causada por picadas de insetos e pequenos ferimentos.

Vitamina B6
Essa vitamina atua como uma coenzima em diversos processos do organismo, incluindo a metabolização das proteínas. Dessa forma, ela contribui para manter a uniformidade da pele e a regulação dos hormônios.

Além disso, ela é um excelente aliado no tratamento de problemas de pele como ressecamento, eczema e acne.

Vitamina B7
Também conhecida como biotina, essa vitamina colabora com o processo de absorção das outras vitaminas do complexo B pelo intestino. Assim, ela ajuda a tratar dermatite seborreica, eczema e coceiras.graxo

Leia também: O poder da vitamina D: 17 fatos que você precisa saber

Um dos efeitos da vitamina B7 é estimular a produção de ácidos graxos, essenciais para a hidratação da pele.

Vitamina C
Essa vitamina importantíssima atua como cofator nas reações do organismo, inclusive na síntese de colágeno, responsável pela firmeza e pela elasticidade de pele.

Por atuar reduzindo a produção de melanina, essa vitamina é utilizada em produtos tópicos para suavizar manchas escuras na pele. Além disso, ela tem propriedades antioxidantes e combate os efeitos nocivos do sol.

Vitamina D
Além de facilitar a absorção de cálcio pelo organismo, a vitamina D ajuda a recuperar a barreira de proteção cutânea, favorece a renovação celular, melhora a textura da cútis e estimula a produção de colágeno.

Dessa forma, essa vitamina age como um elemento de prevenção ao envelhecimento, ajudando também a suavizar os sinais da passagem do tempo.

Leia também: Vitamina B12: conheça os benefícios que ela pode trazer para sua vida

Vitamina E
Por ter propriedades antioxidantes, a vitamina E ajuda a reparar danos na pele causados pelos radicais livres. Assim, ela promove uma manutenção do colágeno, mantendo a firmeza da pele e evitando o surgimento de rugas e linhas de expressão.

Além disso, a vitamina E ajuda a proteger a pele de queimaduras solares, evitando o surgimento de manchas. Ela também é usada em produtos tópicos para clarear esses sinais.

Vitamina F
Também conhecida como ácido linoleico, a vitamina F ajuda a manter a pele saudável e viçosa. Sua deficiência pode levar ao surgimento de acne e eczema.

Ela também atua no processo de cicatrização, favorecendo a regeneração das células da epiderme.

Vitamina K
Essencial para a coagulação, a vitamina K também colabora para que a pele se mantenha jovem por mais tempo.

Isso acontece porque essa vitamina aumenta a elasticidade da pele, reduzindo as rugas e as linhas de expressão. Além disso, ela ajuda a reduzir as olheiras quando aplicada na forma tópica.

A melhor forma de garantir o aporte diário recomendado de vitaminas é mantendo uma alimentação saudável, com uma boa variedade de vegetais e fontes de proteínas.

Quanto mais colorido for o seu prato, mais vitaminas diferentes você vai ingerir. Sua pele certamente agradece esse cuidado.

COMO TRATAR ASSADURAS (E ALGUMAS POMADAS TESTADAS)

COMO TRATAR ASSADURAS (E ALGUMAS POMADAS TESTADAS)

O Léo teve alguns episódios de assadura memoráveis. E para minha tristeza, está passando por outro desses. Como ele tem APLV, vira e mexe a gente introduz algum alimento que irrita o intestino mais sensível dele e aí a bagunça está feita. Ou então já teve o caso dele ter que consumir antibiótico por um período e também ficar com o intestino mais solto. Enfim, motivos diversos que levam a assaduras bem difícieis de tratar.

Desde sábado à tarde, o bichinho está fazendo muito cocô e aí o bumbum, que por mais que a gente cuide não tem jeito, está super assadinho. De dar dó ao limpar. De cortar o coração.

O que eu estou fazendo é tentar descobrir com o pediatra a causa da diarréia, para tratar, e cuidando da assadura para ver se ela melhora o quanto antes ou para, pelo menos, não piorar.

Leia também: Hipoglós preço

Bom, mas nessas minha experiências de assaduras punk eu aprendi alguns macetezinhos que hoje trago aqui para vocês. Não tem nenhum segredo de outro mundo, são todas coisas que são de conhecimento popular, mas é sempre bom a gente rever para o caso de uma emergência aparecer (o que não é nada raro em se tratando de assaduras).

Bom, vamos às coisas que ajudam no tratamento de assaduras:

Fugir dos lenços umedecidos, pois os produtos utilizados na sua composição podem piorar o machucado (detalhe: é bom fugir dos lenços umedecidos em qualquer situação. Crianças com pele mais sensível podem ter assadura pelo uso contínuo do lenço. Ou seja, o lenço pode não só piorar como causar a assadura ou até uma alergia).

Dar prioridade para limpar o bumbum do bebê com água e sabão exclusivamente (sabão para uso infantil e em muito pouca quantidade), na banheira, chuveiro ou pia. Apenas passando água e o sabão tem menos atrito do que passando algodão com água e isso ajuda a amenizar a irrtação. Mas no caso desse tipo de limpeza não ser possível (você estando for de casa, por exemplo), utilize o algodãozinho com água sem peso na consciência, pois ele é muito melhor que os lenços umedecidos.

Seque bem a pele do bebê após a limpeza. Uma dica é secar com secador de cabelo, numa potência fraquinha e com o ar frio, para não machucar. Se você limpar super bem o bumbum do pequeno, mas deixá-lo úmido, a assadura não melhora (e pode até piorar). Se o secador não for viável, vá encostando devagar uma fraldinha bem macia em cima, para absorver o excesso de umidade (é encostar, não esfregar, viu!).

Mantenha a área sempre seca e livre de cocô. Não tem jeito, quando há assadura, as trocas tem que ser mais frequentes, muito mais frequentes. Cocô deixado na área é um veneno para a assadura, tem que tirar no instante que o bebê fizer ou assim que você perceber. O xixi também irrita, então o quanto mais você trocar a fralda, melhor. Só que no ato da troca tem que tomar os cuidados acima, para não irritar em vez de ajudar.

Se possível, deixe seu filho sem fralda por um tempo. Assim, a pele consegue “respirar” um pouco, não fica abafada e úmida, e o problema pode ser resolvido com mais rapidez.

Use produtos adequados para o tratamento de assaduras (que normalmente são feitos à base de óxido de zinco, vitainas A e D, lanolina, calêndula e óleos). Há vários produtos no mercado que ajudam no tratamento de assaduras. Eu testei alguns aqui em casa e vou deixar abaixo a minha opinião. Não é uma verdade plena e absoluta, porque como já estou careca de dizer, cada bebê é um bebê, mas optei por compartilhar a minha experiência, daquilo que funcionou e não funcionou aqui, porque talvez possa ajudá-las.

Hipoglós: testei a versão normal e não gostei muito. Achei o cheiro forte e difícil de espalhar. Como o Léo tem a pele super sensível, achei que ela não protegeu direito e acabou deixando ele ficar vermelhinho.

Bepantol: comprei de tanto ouvir falar que ela é ótima. De cara, gostei da consistência, ela me deu a impressão de fixar bem e não era difícil de passar. Só que como testei quando o Léo estava bem assado, o resultado não foi legal. Não vi melhora nenhuma. Mas é o que eu digo: aqui em casa não funciou, mas há uma legião de mães super fãs do produto. Eu prefiro não utilizar mais. Pontos negativos: ela é cara (a bisnaga com 30g sai em torno de 17 reais) e a embalagem não é prática (é daquelas tampinhas de tirar e por, e essa da Bepantol é mais chatinha de colocar de volta que as demais que testei).

Desitin Rapid Relif: essa pomada não vende no Brasil, mas eu trouxe lá de fora e é a pomada que eu sempre usei com o Léo no dia a dia. Eu sempre a achei excelente, porque ela ajuda mesmo a evitar assaduras, mas nos períodos de crise, quando o cocô dele parece resíduo de uma usina nuclear, ela não foi muito boa, ou seja, não resolveu o problema.

Ainda, existe a versão de tratamento dela, que dizem ser excelente para esses casos, que é a Desitin Maximum Strengh (do pote roxo, a de uso diária é a do pote azul), mas essa nunca testei (como é uma das mais vendida nos EUA para os casos de tratamento de assadura, um dia ainda quero experimentá-la para tirar a prova). Pontos negativos: a versão de prevenção não funciona no tratamento de assaduras super fortes (as simplesinhas sim) e não vende no Brasil (mas comprando lá fora o preço é ótimo). Ah! As opções de embalagem também são ótimas: a pomada é super fácil de abrir e fechar (tampa não precisa ser retirada, é só abri-la puxando para cima) e tem também a versão potão, que dá para deixar na gaveta e pegar com facilidade quando precisa.

Creme para assaduras da Weleda: num dos momentos de desespero, de assaduras históricas, resolvi experimentar e gostei muito. De todas as testadas, foi a que funcionou melhor. Hoje eu sempre tenho uma bisnaguinha dela em casa e passo à noite ou quando a assadura começa a aparecer (deixo a Desitin para prevenção, pois a Weleda é salgadinha e aí não tem bolso que aguente usar sempre). Pontos negativos: é cara (a bisnaga de 75ml gira em torno de 24 a 30 reais) e eu não acho a embalagem das melhores (tem tampa de rosquear, o que eu não gosto).

Dersani Baby: é um óleo para assaduras. Como é óleo, eu não acho muito prático de usar no dia a dia (faz uma meleca danada), mas quando o Léo está assado, acho até mais fácil, pois aí não fricciona na hora de aplicar e ele não reclama tanto. Testei em um dos episódios de assadura forte e tive a impressão de que ajudou bastante. Pontos negativos: por ser óleo, não é pratica de aplicar no dia a dia, e também não é das opções mais baratas (a embalagem de 50mls fica em torno de 14 reais).

OUTRAS DICAS IMPORTANTES PARA O TRATAMENTO DE ASSADURAS
Fale sempre com o seu pediatra:
Seu filho teve uma assadura daquelas feias, de assustar mesmo? Vale a pena ligar para o pediatra e ver o que ele indica fazer ou se vocês conseguem descobrir juntos a causa do problema. Muitas vezes, não adianta você tratar a assadura se não agir sobre a causa dela, ou seja, aquilo que está causando a diarréia. Ainda, há casos em que a assadura evolui para probleminhas mais sérios, como uma candidíase ou uma infecção bacteriana (falo mais sobre isso abaixo), aí não tem muito como escapacar, você precisa falar com o pediatra.
Ainda, muitas mamães costumam utilizar pomadas a base de Nistatina e Óxido de Zinco, que funcionam super bem para assaduras. Entretanto, como essa pomada é considerada um medicamento, eu optei por não inseri-la na lista de pomadas e cremes acima, mas aqui, junto com a indicação de que um pediatra deverá ser consultado antes do uso da mesma.

Evite a assadura:
Melhor do que tratar a assadura é evitá-la. Para isso, há algumas dicas básica.

Faça troca de fraldas constantes, não deixando o bebê com cocô nunca e sujo de xixi pelo menor tempo possível (as fraldas absorvem o xixi, mas a área continua um pouco úmida).
Evite oferecer para ele alimentos que você sabem que soltam demais o intestino dele ou que deixam o cocô dele mais ácido.
POR QUE É IMPORTANTE EVITAR/TRATAR A ASSADURA
Primeiramente porque ela é um incômodo super desagradável para o bebê, que o deixa irritado e interfere até no sono e na alimentação. E depois porque se a assadura não for tratada, ela pode virar um problema mais sério, como uma micose (ex: candidíase) ou uma infeção bacteriana. As micoses causadas pela cândida são mais comuns em bebês que estejam tomando antibióticos (o Léo teve isso), pois esses medicamentos atacam também as bactérias boas que evitam a proliferação de fungos. A micose causada pela cândida começam com pontinhos vermelhos e se proliferam até formar uma placa vermelha (aconteceu exatamente assim com o Léo e foi bem rápido).

Já as infecções causadas por bactérias provocam o surgimento de placas amarelas e espinhas de ponta amarela e podem causar febre. Fonte: site BabyCenter

Nesses dois casos específicos, assim que forem detectados os sintomas (pontinhos vermelhos e placas ou espinhas amarelas) o pediatra deve ser contatado imediatamente, pois os cremes e pomadas tradicionais para assadura não tratam o problema.

E, de qualquer forma, sempre que você estiver desconfortável com a assadura do seu bebê, contate o pediatra e veja o que ele indica fazer. Ele é SEMPRE a pessoa mais indicada para você recorrer quando sugir qualquer dúvida relativa a saúde do seu filhote.

10 máscaras faciais de até R$ 37 para você fazer um spa em casa

10 máscaras faciais de até R$ 37 para você fazer um spa em casa Tem pra remover cravos, diminuir manchas

rejuvenescer a pele…
Máscara facial (Foto: Instagram/Reprodução)
Máscara facial (Foto: Instagram/Reprodução)
Poucas coisas são tão relaxantes quanto acender uma vela cheirosa, colocar um roupão fofinho, dar o play numa música relaxante e aplicar uma máscara facial.

Leia também: Máscara de pepino fazer

Seja para fazer aquele detox power (a pele sofre com o excesso de maquiagem, viu?), para remover os cravos ou dar um up na elasticidade do rosto, há opções mil – e bem acessíveis! – para você montar um spa caseiro. A seguir, reunimos 10 opções baratinhas de R$ 12 até R$ 37 para comprar e aplicar hoje mesmo. De nada!

+ 7 receitas de máscaras faciais para você fazer em casa
+ Descubra as máscaras faciais favoritas das celebridades
+ Coreia calling! Mais de 10 máscaras faciais poderosas e divertidas entre nós

PARA UM DETOX NA PELE…

(Foto: )
Máscara Facial Detox Argila Pura Matificante, L’Oréal Paris, R$ 36,90: purifica e remove as impurezas! Compre aqui.

(Foto: )
Máscara Facial em Lenço Detox, The Beauty Box, R$ 32: para deixar a pele purificada, hidratada, saudável e iluminada! À venda aqui.

PARA REDUZIR A OLEOSIDADE…

Máscara facial (Foto: Reprodução)
Máscara de Limpeza Facial Korres Pomegranate, Korres, R$ 34,90: absorve o excesso de oleosidade e remove as impurezas da pele. Compre aqui.

Máscara facial (Foto: Divulgação)
Máscara Negra Facial com Minerais Clearskin, Avon, R$ 17,99: remove a oleosidade dos poros obstruídos agindo como um ímã! Compre aqui.

PARA COMBATER AS MANCHAS…

Máscara facial (Foto: Instagram/Reprodução)
Máscara Facial Clareadora Wild Rose, Korres, R$ 34,90: repara as marcas escuras e uniformiza o tom da pele. Compre aqui!

+ Top 5 de beleza: máscara facial é “o” produto 1001 utilidades do skincare
+ Já queremos a máscara facial de R$ 15 da Bruna Marquezine
+ Máscara facial é o produto do momento no skincare; encontre a sua

PARA ELIMINAR OS CRAVOS…

Máscara facial (Foto: Divulgação)
Máscara Facial Removedora de Cravos Clearskin, Avon, R$ 12,99: remove cravos, impurezas, oleosidade e sujeira da pele. À venda aqui.

Máscara facial (Foto: Reprodução)
Máscara Esfoliante 3 Em 1 Neo Essens, Eudora, R$ 19,99: combate e previne cravos e espinhas, interrompendo o ciclo de formação da acne. Compre aqui!

PARA REJUVENESCER A PELE…

Máscara facial (Foto: Reprodução)
Máscara Anti-Idade Facial Collagen, Dermage, R$ 12: auxilia na formação de colágeno, melhorando a elasticidade, a luminosidade e maciez da pele. Compre aqui!

Máscara facial (Foto: Reprodução)
Máscara Facial Orquídea, Sephora, R$ 34: combate o aparecimento de rugas e sinais de envelhecimento, deixando a pele mais firme! Compre aqui.

Biotina x Calvície: uma solução para a queda de cabelo?

Biotina x Calvície: uma solução para a queda de cabelo?

Em 2013, uma matéria publicada no caderno Ciência e Saúde do portal UOL registrava que, de acordo com a Sociedade Brasileira para Estudo do Cabelo (SBEC), a calvície já vinha afetando nada menos do que 42 milhões de cidadãos. E, de lá para cá, tendo-se em vista as estimativas de queda de cabelo em homens e mulheres, não é de se admirar que, principalmente na internet, circulem cada vez mais divulgações a respeito de inúmeros produtos e/ou técnicas destinados a combater o problema. Aliás, este é o caso da biotina, uma das alternativas que, mais recentemente, vêm despertando bastante interesse entre os internautas.

Embora as pesquisas e os resultados nos mecanismos de busca tenham ganhado maior evidência no último ano, a biotina é uma vitamina sobre a qual já falamos em um artigo publicado aqui no blogue em 2014, intitulado “O papel da alimentação no combate à calvície”. Conforme registramos nessa ocasião, trata-se, na verdade, da vitamina H (ou, ainda, vitamina B7 ou vitamina B8), que merece especial destaque por ser particularmente benéfica para a saúde dos cabelos. Além disso, a biotina também atua de forma determinante na produção de queratina no nosso organismo, que é o principal componente do fio.

Leia também: Biotina

Encontrada, por exemplo, no levedo de cerveja, na soja, em grãos integrais e leguminosas, no leite, na carne vermelha e em frutas, a biotina é um nutriente essencial para o crescimento das células (e, consequentemente, para o próprio crescimento e desenvolvimento do folículo piloso), de modo que a sua carência altera o ciclo capilar, podendo prolongar o tempo da queda.

Pertencente à família do Complexo B, trata-se ainda de uma vitamina classificada como “hidrossolúvel”, já que a sua absorção no organismo ocorre na presença de água.

“Mas, para a saúde dos fios, qual a quantidade de biotina que deve ser ingerida diariamente?”
Para a saúde em geral, a ingestão recomendada de biotina é de cerca de 30 mcg/dia para adultos e de 20 a 25 mcg/dia para jovens. Contudo, mais do que a ingestão de alimentos que contenham biotina, o que os especialistas recomendam é a adoção de uma alimentação saudável e balanceada, de modo que outras vitaminas do complexo B possam ser consumidas.

Já no que diz respeito à suplementação de biotina, vale lembrar que a prescrição cabe ao especialista (um nutricionista, nutrólogo ou dermatologista), conforme a necessidade seja identificada. Nesse caso, a prescrição costuma ser de 5 a 10 mg de biotina por dia. Com isso, espera-se que ocorra um fortalecimento dos fios e que eles também cresçam mais rapidamente.

“E se houver deficiência ou excesso de biotina no organismo?”
A carência de biotina no organismo não é algo tão comum, considerando-se que há muitos alimentos nos quais ela pode ser encontrada. De todo modo, a deficiência desse tipo de vitamina pode provocar alguns sintomas, como fraqueza nas unhas e nos cabelos, calvície, pele seca e vermelhidão na região do nariz e da boca. Entre outras complicações também associadas à insuficiência de biotina estão a conjuntivite, dermatite esfoliativa, náuseas, vômitos, quadros de anorexia e de depressão.

Já o excesso de biotina só ocorre por meio da suplementação. Todavia, não existem registros de que, em altos níveis, esse nutriente represente um risco à saúde. Além disso, por ser uma vitamina hidrossolúvel, o seu excesso é eliminado por meio da urina.

“A biotina realmente ajuda no combate à calvície?”
Sem dúvida, a biotina é um nutriente da maior importância para a saúde capilar. Não por acaso, essa vitamina está presente na composição de suplementos que já se popularizaram no combate à calvície, como o Eximia Fortalize, o Imecap Hair e o Pill Food. Entretanto, é preciso atenção no que se refere às expectativas acerca dos seus efeitos. Afinal, ao contribuir para o fortalecimento dos fios, a biotina atua no combate à calvície, mas os seus benefícios não abrangem, por exemplo, a queda de cabelo desencadeada por fatores não associados à deficiência de vitaminas, como a alopecia androgênica.

Por isso mesmo, ao primeiro sinal de queda dos fios, o melhor a fazer é agendar uma consulta com o dermatologista. Somente por meio da minuciosa avaliação de cada quadro será possível indicar o tratamento mais efetivo para cada paciente, atendendo às suas necessidades e conquistando resultados que sejam